Cultura do Quiabo

1.     Aspectos Gerais

- O quiabo apresenta-se como uma cultura versátil visto que além dos frutos, outras partes da planta também são aproveitadas. É o caso das sementes que possuem altos teores de óleo excelente para consumo; da casca do caule de onde se extraem fibras que adicionadas às de outras plantas podem formar tecidos de boa qualidade, sendo também usadas no fabrico de papel; e das folhas que são forrageiras, podendo ser utilizadas para a alimentação do gado.

- Ciclo de aproximadamente 70 a 80 dias e em condições ideais de cultivo pode chegar a produzir de 15 a 20 mil quilos por hectare.

- Resistente a seca, pois possui uma raiz profunda (aproximadamente 1,9 m).

Flor

Semente

Flor e fruto

2.     Variedades

Atualmente existem no mercado as seguintes variedades:

- Campinas 1 (IAC-4075): Variedade desenvolvida pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC) que apresenta porte alto, frutos longos, roliços e verdes, limbo foliar bem recortado e ausência de pêlos urticantes nas hastes, folhas e frutos. As folhas apresentam limbo foliar de coloração verde-escuro e o pecíolo e as nervuras têm coloração verde. Variedade é resistente à murcha do quiabeiro.

- Campinas 2 (IAC-4076): Igualmente desenvolvida pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC) produz plantas de porte alto, folhas recortadas e frutos verde-escuros, alongados, retos e lisos. A variedade possui resistência ao Verticillium alboatrum (agente causal da murcha do quiabeiro) além de uma boa produtividade.

- Santa Cruz 47: As plantas possuem porte médio, os frutos são longos, roliços, lisos e de coloração verde-brilhante e as folhas têm o limbo recortado. Uma variedade produtiva e precoce sendo inclusive a mais cultivada no Rio de Janeiro e São Paulo.

- Amarelinho: Apresenta porte de crescimento mais alto, produz frutos de coloração verde-amarelada. Os frutos oriundos desta variedade possuem melhor conservação pós-colheita em relação às demais.

- Chifre-de-veado: Variedade caracterizada por apresentar plantas de porte médio a alto, limbo foliar bem recortado, pecíolo e nervura de coloração verde e frutos lisos, compridos e roliços de coloração verde-clara. Relatam que a respectiva variedade apresenta, além das características descritas, resistência à murcha do quiabeiro.

- Alecrim: Planta de alto vigor, boa produtividade e porte médio. Produz frutos de coloração verde-clara, esguios e arredondados com uma pequena curvatura na extremidade e possui ciclo de 80-90 dias.

- Green Velvet ou Veludo Verde: Desenvolvida nos Estados Unidos possui boa produtividade e resistência ao transporte, porém é muito suscetível à murcha do quiabeiro. Possui porte médio, folhas com limbo foliar bem recortado, frutos uniformes, roliços, curtos e ligeiramente grossos e curvos de coloração verde forte.

- White Velvet ou Veludo Branco: Esta variedade é caracterizada por plantas de porte médio que produzem frutos longos e finos de coloração verde bem clara e branca e limbo foliar razoavelmente recortado.

3.     Clima, Época de Plantio e Solo

- Desenvolve-se melhor em regiões de climas quentes, podendo também ser cultivada em regiões de clima ameno. Regiões que apresentam temperaturas muito baixas são inviáveis para a cultura porque o frio ocasiona o abortamento (queda) dos frutos jovens, provocando grandes reduções na produção.

- A época ideal para sua semeadura encontra-se entre as estações de temperaturas mais quentes (primavera-verão), podendo ser semeado durante o inverno nas regiões mais baixas e quentes (em casas de vegetação ou cultivo convencional) produzindo na entressafra e proporcionando bons rendimentos e índices de lucratividade através da obtenção de melhores preços.

- Solo preferencialmente argiloso-arenoso e pH entre 6,0 e 6,8.

- A adubação orgânica apresenta bons resultados principalmente em solos de baixa fertilidade, devendo ser feita no sulco de plantio e com antecedência à época de semeadura. Associada à aplicação do adubo orgânico recomenda-se a adição de termofosfato no sulco de plantio.

- A calagem deve ser realizada 30 dias antes do plantio, se necessário. Deve-se colocar 60 toneladas de esterco de curral curtido, ou ¼ dessas quantidades de esterco de galinha curtido, cerca de 30 dias antes da semeadura. No plantio deve-se colocar 40 kg/ha de nitrogênio, 240 kg/ha de fósforo, 120 kg/ha de potássio. Deve-se fazer adubação de cobertura em 3 parcelas, a primeira 20dias após a germinação e as demais a cada 20 dias, aplicando 120 kg/ha de nitrogênio e 80 kg/ ha de potássio.

- Uma alternativa de adubação orgânica é a aplicação (por metro de sulco) de 1 litro de esterco de galinha puro ou qualquer outra fonte de matéria orgânica em doses equivalentes.

- Recomendam que na adubação nitrogenada sejam aplicados 120 Kg/ha parcelados da seguinte forma: 20% aplicados no plantio e os 80 % restantes na cobertura.

- a adubação potássica deve ser feita parceladamente obedecendo-se uma proporção de aplicação de 40 % no plantio e os 60% restantes na cobertura.

Tabela 1: Níveis de fertilidade para hortaliças.

Características Classe de fertilidade químicas

baixa Média alta
P (mg/dm³) < 10 10-30 > 30
K (mg/dm³) < 40 40-120 > 120
Ca (cmolc/dm³) < 2,0 2,0-5,0 > 5,0
Mg (cmolc/dm³) < 0,5 0,5-1,2 > 1,2
Matéria orgânica (%) < 2,0 2,0-5,0 > 5,0

Fonte: UFG/EMGOPA (1988).

  1. 4.     Pragas

As principais pragas que atacam o quiabo são: lagarta-rosca, ácaros, nematóide, vaquinha e pulgão. Utilizar os seguintes produtos para controle: carbaryl, enxofre e malathion.

5.     Doenças

As principais doenças que atacam o quiabo são oídio, mancha de Ascochita, podrdão-mole, murcha de Verticillium. Os produtos usados para controle: enxofre, oxicloreto de cobre, thiophanate methyl e triadimefon.

Cercospora

6.     Implantação da cultura: plantio e semeadura

O plantio é feito geralmente em semeadura direta disposta em sulcos ou em covas, onde os sulcos podem ser feitos com sulcadeiras ou manualmente e as covas com o uso de chibancas.

A semeadura pode ser feita diretamente no local de plantio em sulcos ou covas, ou através de mudas formadas em túneis ou casas de vegetação. No primeiro caso deve-se primeiramente quebrar a dormência das sementes, o que pode ser feito seguindo-se um dos procedimentos apresentados a seguir:

1- Envolver as sementes em um saquinho de pano e posteriormente imergi-las em água por um período de 24 horas (na véspera do plantio).

2- Imergir as sementes em álcool etílico ou acetona nos 30-60 minutos que antecedem à semeadura. Posteriormente faz-se o plantio manual, semeando de 3 a 5 sementes por vez a uma profundidade média de 20 a 30 mm se possível com auxílio de uma semeadora-adubadora para que se obtenha um maior rendimento e uniformidade de plantio. [ à dormência que as sementes apresentam (devido à impermeabilidade do tegumento à água), a germinação pode se estender entre 15 e 20 dias.]

- As mudas podem ser formadas através de um plantio inicial em copinhos de papel de jornal (após a devida quebra da dormência) ou em saquinhos plásticos. Ambos devem medir aproximadamente 15 cm de altura e 6 cm de diâmetro, devendo-se ter o cuidado de transplantar as mudas antes que o sistema radicular das mesmas atinja a base do recipiente.

- Os espaçamentos recomendados para a cultura são: 100- 120 cm entre fileiras; 20-30 cm dentro das fileiras; visto que pode-se também fazer a opção pelo plantio em grupos de duas plantas juntas, com distância entre os pares de 50 cm a semeadura pode ser feita em covas ou sulcos com distância de 1 m, sendo colocadas de 4-5 sementes a cada 2-3 cm de profundidade, em ambos os casos respeitando-se no caso do uso de sulcos uma distância de 30-50 cm. Segundo os mesmos autores, deve ser feito o desbaste das plântulas quando estas atingirem de 15-20 cm de comprimento, deixando-se apenas uma planta por cova, e logo em seguida deve-se proceder a amontoa junto às plantas.

- A cultura apresenta poucas exigências hídricas. Desse modo recomenda-se cuidado para não fornecer água em quantidades que possam prejudicar o desenvolvimento da cultura e propiciar o aparecimento de doenças fúngicas e bacterianas, bem como não fornecer água abaixo da necessidade demandada pela cultura. A irrigação somente é utilizada no outono-inverno, sendo feita geralmente no sulco (com uso de regadores ou por gotejamento) e/ou por aspersão.

7.     Colheita e comercialização

- O ponto de colheita é definido através da análise dos frutos, que devem ter aspecto tenro e suas pontas podem ser quebradas com facilidade. O processo pode ser feito utilizando-se canivetes afiados, os quais serão usados para o corte dos pedúnculos que deve ser feito rente aos frutos e sem causar ferimentos ou injúrias. Para que se obtenha um bom  rendimentoe qualidade ao final do processo além de melhores produtividades, recomenda-se que as colheitas sejam feitas diariamente ou em dias alternados.

- A época de colheita varia de acordo com a época de semeadura e com a cultivar utilizada. Dessa forma, cultivares nacionais plantadas nas estações primavera-verão iniciam seu período produtivo em torno de 60-75 dias após a semeadura; e as cultivares plantadas nas estações outono-inverno produzem aos 85-100 dias após o plantio.

- a colheita é feita manualmente (nessa e na maioria das culturas olerícolas), particularmente nessa cultura pode haver a incidência de irritação na pele e de reações alérgicas nos operários devido ao contato direto com a planta e os frutos. Para evitar o problema recomenda-se o uso de roupas especiais como macacões, por exemplo, com mangas compridas e luvas de tecido grosso. A hora mais mais adequada do dia para a realização do processo de colheita é no final da tarde.

- O quiabo é uma hortaliça que apresenta altas taxas respiratórias e atividade metabólica intensa. Portanto é recomendado que logo após a colheita o mesmo seja acondicionado em locais refrigerados para que ocorra um rápido resfriamento dos frutos (que deve ser feito apenas pela utilização de ar frio) visando evitar suas altas taxas de respiração e o conseqüente aumento da deterioração que se evidencia principalmente através do murchamento.

- A colheita 60 a 80 dias após o plantio e durante 3 meses. Após esse período a poda, a 20 cm do chão, permite nova brotação e segunda safra. Produtividade normal é de 15 a 22 t/ha.

Colheita

8.     Dicas

- Faça a rotação com milho. Melancia, batata e feijão-vagem. Evitar algodão.

- O quiabo é muito sensível ao frio, a temperatura noturna deve ser maior que 15ºC.

- Antes da semeadura colocar as sementes na água por 24 horas, para melhorar a geminação.

- A colheita deve ser feita no período da manhã provoca menos irritação à pele, para quem tem alergia.

- Após 3 meses poda-se a 20 cm do chão.

- Cuidado na aplicação de água: água em excesso pode matar a planta, mas na falta à planta não se desenvolve bem.

- Faz o desbaste do quiabo, quando a planta atingir 15ª 20 cm de altura, deixando uma planta por cova.

- Tratos culturais com capinas e herbicidas registrados: trifuralin.

- Não aplicar defensivos 10 dias antes da comercialização.

Fonte: Boletim Técnico – Gustavo Cardoso Gonçalves

             Boletim 100 – IAC

About these ads

266 Comentários (+adicionar seu?)

  1. RICARDO ABREU BELLO
    mar 29, 2014 @ 08:43:24

    ESTOU MUITO CHATEADO! TIVE MINHA PERGUNTA APAGADA DO BLOG SEM NENHUMA EXPLICAÇÂO. DEPOIS FIZ MAIS DUAS PERGUNTAS E TAMBEM A SENHORA TIROU. NÃO SEI O MOTIVO! TENHO CERTEZA QUE ESSE COMENTARIO TAMBEM SERÁ APAGADO6 UMA PENA DEPOIS DE TER ADMIRADO ESSE BLOG

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mai 03, 2014 @ 19:06:57

      Olá… Ricardo….
      Gostaria de pedir desculpas, pela minha ausência no blog. Ma no momento estou sem tempo para postar matérias novas ou ate mesmo responder as perguntas. Estou procurando alguém para me ajudar com o blog, mas ainda não consegui. Por estar em um trabalho novo, meu tempo anda curto.
      E não apago nenhuma pergunta. Elas só são publicadas quando respondo e aprovo as perguntas. Todas são publicadas.
      E desculpa novamente. Espero não ter decepcionado tanto vocês, continue voltando.

      Resposta

  2. Andressa
    mar 17, 2014 @ 17:09:24

    olá Alessandra, td bem? tenho uma plantação de quiabo e ultimamente estamos sofrendo com o oídio….. gostaria que vc me recomendasse um herbicida eficaz contra essa praga…..vc conheçe algum? desde já agradeço…abraços!

    Resposta

  3. RICARDO ABREU
    mar 17, 2014 @ 09:17:44

    Bom dia . me ensina como acabar com as formigas quenquen que estão acabando com meus pés de quiabo, visto que elas por serem menores que a saúva não carregam as iscas!!

    Resposta

  4. Claudineia Fátima dos Santos
    mar 14, 2014 @ 09:35:42

    Bom dia! por favor como faço para acaber com as formigas QUEN QUEN, visto que elas por serem menores que as saúvas não carregam a ísca. Elas estão acabando com meus pés de quiabo. Desde já agradeço.

    Resposta

  5. RICARDO ABREU BELLO
    mar 05, 2014 @ 12:05:47

    Olá bom dia. Muito bom esse site. Ha dois anos plantei quiabo no fundo do meu quintal para consumo familiar.Até que tive algum exito. porem tive alguns problemas depois com doenças nas folhas e pragas tambem. foram cem pes de quiabo.Quero plantar de novo. moro no rj e estamos no mes de março. qual mes começar? o que usar para pravenir pragas e doenças ? cauda bordalesa? se for, quantos dias apos o plantio? E agora a pergunta mais importante que ainda nâo consegui resposta nem em site da internet:PORQUE A MAIORIA DOS QUIABOS DA MINHA PLANTAÇÃO FICARAM DUROS E FIBROSOS DESDE PEQUENOS.preciso por favor de sua ajuda. Muito obrigado e tenha um pouco de paciencia com tantas perguntas. Estou ansioso esperando sua ajuda.

    Resposta

  6. rander fabricio
    mar 01, 2014 @ 18:06:23

    Alessandra bom dia. primeiro lugar parabéns pelo seu maravilhoso trabalho. gostaria de algumas informações a respeito do quiabo. tenho uma pequena plantação de uns 1000 pés e estão com 4 folhinhas agora e vejo que já estão mostrando sintomas do mofo branco ( folhas esbranquiçadas e perfuradas ) onde as aboboreiras encontram o mesmo sintomas. então gostaria de saber qual fungicida devo usar e tbem alguma técnica alternativa

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mai 03, 2014 @ 16:24:49

      Ola

      Deve-se fazer uma adubaçao bastante balanceada e baseada em análise de solo, visto que desbalanços nutricionais que favoreçam o excesso de nitrogênio na planta viabilizam a ocorrência deste fungo. Também é desejável um manejo adequado da irrigação que vise evitar o excesso de umidade associado a baixas temperaturas. O controle químico também é possível por meio de pulverizações preventivas com produtos dos grupos químicos Dicarboximida, Fenilpiridinilamina, Benzimidazol, entre outros.
      “A rotação de culturas caracteriza uma importante técnica cultural de controle desta doença. Com ela o ciclo de vida do fungo é quebrado e a incidência de fontes de inóculo da doença diminui.

      Controle alternativo:
      Uma das doenças mais importantes da roseira é o Oídio. Esta doença ataca principalmente folhas, ramos novos e botões florais. Seu controle se dá através de podas da parte doente, recolhendo-se as folhas doentes e queimando-as. Cobre-se as partes podadas com pasta fúngica.
      Outra forma de controle é o uso de sulfato de cobre + enxofre, conforme veremos abaixo.
      Protocolo:
      Para cada litro de água , misturar 3 g de sulfato de cobre + 3 grama de enxofre.
      Colocar os produtos em pequenas quantidades de água para a diluição. Depois juntar com o restante da água passando por uma peneira para reter os resíduos sólidos dos produtos misturados para evitar o entupimento dos bicos na hora da pulverização. Mistura-se bem e faz-se a aplicação por cima e por baixo das folhas. Repete-se o mesmo procedimento a cada 15 a 20 dias.
      Deve-se aplicar preventivamente mesmo sem o ataque da doença.
      Este produto serve para o controle da pinta preta da roseira também.
      Lembrando-se que o preparo e aplicação do produto deve ser efetuado com EPI (equipamento de proteção individual)

      Um link:

      http://www.cnph.embrapa.br/paginas/bbeletronica/2007/cot/cot_45.pdf

      Resposta

  7. kalixto
    fev 24, 2014 @ 22:45:03

    boa noite amiga sou de salvador e tenho uma pequena hortinha e planto quiabo sinto que a terra estar fraca o que devo usar para fortalecer

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mai 03, 2014 @ 16:13:45

      Sempre recomendo adubo orgânico … ajuda muito!!!
      Você também pode reaproveitar o restos dos alimentos e usar como adubo, compostagem!
      Tem também adubos químicos, e vc pode encontrar em casa agropecuária.

      Resposta

  8. Luciana
    jan 31, 2014 @ 20:17:29

    Bom dia Alessandra,

    Comecei minha primeira plantação de quiabo em cerca 1000m2. O campo esta lindo, mas bem diferente dos que já vi perto da minha casa. Muito sulcos possuem entre 2 a 4 plantas, todas com brotinhos de quiabo e com bastante folhagem. Nunca realizei poda. A Plantação já esta com 3 meses e já começamos a colher. A primeira colheita foi de de 4 kg, depois 8kg, depois colhemos entre 10 e 11 kg umas três vezes, depois caiu para 6kg! Aqui no Rio de Jeneiro nao chove ha 15 dias e estamos regando as plantas todo dia à tarde. Além da produção ter caído, vejo algumas plantas com problemas. Algumas folhas e brotos com uma coisa branca (tipo fungo), as folhas atrofiadas, outros brotos com uma espécie de po. Ja detectei formigas e percevejos e amanha vou pulverizar com agua de nem, pois nao utilizo agrotoxicos em minhas plantações. Gostaria de te fazer algumas perguntas:

    1- Devo eliminar as plantas, deixando so uma por sulco (estão todas grandes e com brotos)

    2- Devo retirar as folhas e deixar a planta “pelada” (como as dos meus vizinhos), sabendo que esta um calor terrível, com um sol ardente durante o dia inteiro e o solo esta muito seco.

    3- Comecei a colher a 15 dias. Se eu conseguir superar estes problemas de seca e pragas, durante quanto tempo terei uma boa produção?

    4- Quando a produção diminuir devo cortar as plantas? Tipo corte seco??

    5- Você tem alguma sugestão para o controle dessas pragas que atacaram a minha plantação?

    Desde ja agradeço pela atenção e te parabenizo pelo blog extremamente útil!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 05, 2014 @ 12:57:12

      Olá…

      1. As plantas elas não devem competir por espaço, pois uma planta que tem mais espaço cresce melhor. Que vejo não é o seu caso, mesmo que vc tenha mais uma planta por sulco vc fez ótimas colheitas. A planta que tem mais espaço tende a não competir por solo, nutrientes e nem água.
      2. Essa época é muito cruel para plantas, e como não está chovendo muito vc esta fazendo o certo molhar sempre ao final do dia. Vc pode sim fazer um limpeza nas plantas e retirar as folhas secas e bem mais velhas, mas não deixe sua planta “pelada”, pois isso não ajuda a planta e sim dificulta.
      3. Toda planta tem uma época de muito e pouco fruto. Um exemplo: um ano o pé de acerola dá muito fruto e no outro pouco. É normal, porém não é normal permanecer com pouca produção. Doença, a falta de água e falta nutriente também é fator limitante, e também dá uma baixa produção, mas vejo que vc já esta correndo atrás desses problemas.
      4. A poda drástica é recomendada a produtores que não desejam renovar a plantação, e ela deve ser feita quando a produção em anos seguidos forem baixos.
      5. Acredito que este link te ajude:

      http://www.espacodoagricultor.rj.gov.br/pdf/agroecologia/defensivos.pdf

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  9. erlem
    dez 31, 2013 @ 11:57:35

    Olá Alessandra, na região sudeste (estado do Rio de Janeiro) qual a melhor época do plantio na entre safra?? Adoramos essa página e aprendemos muito.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jan 19, 2014 @ 16:06:11

      Olá..
      A época ideal para o plantio é de setembro a janeiro para as regiões de clima frio, de agosto a março para as regiões de clima ameno e o ano todo para as regiões de clima quente. A temperatura do solo interfere no tempo de germinação das sementes. Com temperatura média de 20 ºC, as sementes levam 17 dias para germinarem. Com temperatura média de 30 ºC, a germinação acontece após 7 dias. Irrigar as covas de plantio ou os sulcos, um dia antes da semeadura.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  10. Petrônio Junior
    dez 21, 2013 @ 13:25:27

    Olá Alessandra…. antes parabéns pelo seu trabalho que agrega conhecimento e contribuição para acertos……
    Tenho pesquisado mas encontrado poucas respostas e gostaria que falasse algo sobre irrigação direcionada…. onde na planta se absorve melhor a agua? Sei que o quiabeiro é meio avesso a agua, porem necessita de media entre 1 a 2mm diários,,, porém em que parte da planta ao molhar temos um resultado favorável??
    Obrigado

    Resposta

  11. Ana Paula Frederico
    dez 14, 2013 @ 17:50:46

    Olá,boa tarde!Vou começar um plantio de quiabo de mais ou menos uns 400 pés,estou querendo iniciar o plantio em um solo em que ja foi plantado mandioca,tem algum problema?gostaria de saber de como fazer a preparação do solo(o que colocar no solo?)devo fazer coroas?aguar de quanto em quanto tempo? desde ja obrigado!

    Resposta

  12. Ana Paula Frederico
    dez 14, 2013 @ 17:41:43

    Olá,boa tarde!Vou começar um plantio de quiabo de mais ou menos uns 400 pés,mas estou querendo plantar em uma terra que ja foi plantado mandioca,gostaria de saber se tenho que fazer ulgum tipo de preparação do solo(o que devo colocar no solo antes de iniciar a plantação)?se devo fazer coroas?devo aguar de quanto em quanto tempo?..Aguardo respostas.desde ja,obrigado!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jan 19, 2014 @ 14:22:12

      Olá…
      O preparo do solo inicial é com base na analise de solo, pois não tem como saber se o que tem no solo é o suficiente para o que sua planta esteja necessitando. Mas se não tiver como, tente manter uma boa adubação orgânica, como estercos. Ou se prefere adubação química; A calagem deve ser realizada 30 dias antes do plantio, se necessário. Deve-se colocar 60 toneladas de esterco de curral curtido, ou ¼ dessas quantidades de esterco de galinha curtido, cerca de 30 dias antes da semeadura. No plantio deve-se colocar 40 kg/ha de nitrogênio, 240 kg/ha de fósforo, 120 kg/ha de potássio. Deve-se fazer adubação de cobertura em 3 parcelas, a primeira 20dias após a germinação e as demais a cada 20 dias, aplicando 120 kg/ha de nitrogênio e 80 kg/ ha de potássio.
      – Recomendam que na adubação nitrogenada sejam aplicados 120 Kg/ha parcelados da seguinte forma: 20% aplicados no plantio e os 80 % restantes na cobertura.
      – a adubação potássica deve ser feita parceladamente obedecendo-se uma proporção de aplicação de 40 % no plantio e os 60% restantes na cobertura.
      – as coras são um método interessante.
      A irrigação depende muito da região e do clima. Por exemplo se sua região faz muito calor (uma evaporação muito alta) deve molhar suas planta no mínimo 3-4 dias por semana. Mas se sua região não faz tanto calor (uma evaporação baixa, o que mantém o solo mais úmido por mais tempo) faz uma irrigação de 2 vezes por semana. Mas não esquece que a planta de fazer de crescimento diferente, ou seja, ela tem fases onde a raízes pequenas e superficial (precisando de mais água) e outras fase onde as raízes são mais profundas (plantas mais velhas).

      Obrigada e desculpe a demora :D
      Volte sempre!

      Resposta

  13. Renata
    dez 11, 2013 @ 08:21:20

    Bom dia Alessandra…
    Fico encantada com mulheres que se interessam pela agricultura.
    Sou produtora rural, trabalho com pepino e pimenta dedo de moça melhorada,
    Meus produtos são comercializados para o Ceagesp (Ceasa) de São Paulo, mas as taxas tanto de lá, como dá transportadora são altíssimos, ficando assim eles com 80% do lucro de venda, e nós Produtores com apenas 20%.
    Mas como a produção é muito grande, não tem como oferecer apenas para os mercados locais.
    Estou querendo plantar mais ou menos 2 mil mudas de Quiabo, mas como todos os cultivares existem tipos, espécies, e li aqui que o Quiabo tb tem.
    Gostaria de saber qual variedade é mais apropriada para um clima bem quente, e atualmente com chuvas frequentes? E tb faço o uso de irrigação por gotejamento.
    Sou de Adamantina, interior de Sampa.
    Aguardo uma resposta.
    Grata.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jan 04, 2014 @ 12:05:06

      Olá….
      É uma hortaliça de clima quente e por isso é uma das cultivares mais bem adaptadas ao clima tropical brasileiro. Temperaturas baixas causam danos aos frutos e impedem o pleno crescimento da planta. Chuvas demais poderia ser um problema na época da frutificação e colheita.
      No Brasil, o tipo mais produzido e consumido é o cilíndrico verde e a principal cultivar é o Quiabo Santa Cruz 47. Do mesmo grupo também se destaca o Quiabo Amarelinho. Os dois são destinados ao mercado interno. Nos últimos anos, está crescendo o plantio do quiabo do tipo americano (quinado verde), este destinado ao mercado da América do Norte e europeu. A preferência do mercado é para frutos de cor verde intensa e com comprimento menor que 12 cm.
      No cultivo, o quiabo prefere solos com PH de 5,2 a 6,8. Seu ciclo é de 70 a 80 dias e alcança uma produtividade de 15 mil a 20 mil quilos por hectare plantado. As variedade de Quiabo Santa Cruz 47, oferecida também na versão orgânica, o Quiabo Amarelinho e o Quiabo Clemson Americano 80. São comercializados em caixas, latas, baldes e na linha de envelopes.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  14. VALTER BRANDAO
    nov 20, 2013 @ 07:18:30

    qual E o melhor variedade de quiabo para comercio na região centro oeste e a melhor época para plantio

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      dez 30, 2013 @ 11:27:45

      Olá… (desculpa e a demora)..
      Então como a região do centro-oeste é quente vc não terá muitos problemas com o clima …. e vc pode pegar sementes dos próprios quiabos que vc comprar em supermercados, feiras, ou hortas!!!
      A época ideal para sua semeadura encontra-se entre as estações de temperaturas mais quentes (primavera-verão), podendo ser semeado durante o inverno nas regiões mais baixas e quentes.

      Obrigada e volte sempre!!!

      Resposta

  15. TULIO
    nov 01, 2013 @ 14:19:17

    E SOBRE OS CUSTOS?!

    Resposta

  16. tulio
    out 31, 2013 @ 15:53:50

    parabens pela materia.

    estou interessado em plantar 3ha de quiabo, gostaria de levantar o custo por HA. para começar o projeto.

    att
    túlio

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      nov 27, 2013 @ 18:52:16

      Olá…
      Interessante sua idéia, procure um engenheiro agrônomo da sua região. Pois ele poderá te ajudar com todos os dados necessários para sua região e para um melhor aproveitamento de sua área e clima.
      Provavelmente uma casa agropecuária tenha um engenheiro que possa lhe fornecer todas informações.
      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  17. valdete
    out 20, 2013 @ 14:04:46

    ola,gostaria de saber o pq dessas formigas…..
    plantei umas sementes de quiabo,mas tem umas formigas q nao deixam eles crescerem,pois comem toda folha q vai aparecendo.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      out 27, 2013 @ 17:14:07

      Olá…
      A formiga cortadeira é uma das cerca de 2.000 espécies de formigas existentes no território brasileiro. É considerada uma das piores pragas da silvicultura e cultivo de hortaliças, apesar da função importante que têm na natureza como as demais formigas. Entre as ações, realizam aeração e incorporação de nutrientes ao solo, polinizam e possibilitam a germinação de algumas plantas e são tidas como predadoras de aranhas, centopeias, gafanhotos e outros artrópodes. Originária do continente americano há, aproximadamente, 320 milhões de anos, a formiga cortadeira também é conhecida com outros nomes, sendo a saúva bastante popular. Na silvicultura, destacam-se a saúva-limão (Atta sexdens rubropilosa), que ocorre em todo o Brasil, e a saúva-cabeça-de-vidro (Atta laevigata).
      O uso de produtos químicos é o método mais eficaz para eliminar as formigas cortadeiras. Iscas granuladas à base de sulfluramida ou fipronil, de baixa toxicidade, têm se mostrado muito eficientes para atingir a origem das quenquéns. Após 48 horas da aplicação de 10 gramas do produto pelo caminho dos insetos, inicia-se a paralisia das formigas que ingeriram o inseticida. O controle das saúvas, mais ativas à noite e em dias nublados, também se faz espalhando o mesmo produto químico e princípios ativos nas trilhas por onde elas passam.
      No entanto, é importante destacar que não se deve colocar as iscas diretamente dentro do ninho, nem mesmo tocá-las com as mãos para não alterar o cheiro delas. Evite ainda manejá-las em dias chuvosos, pois elas se esfarelam. No inverno, contudo, intensifique os cuidados para reduzir as revoadas na primavera. Siga sempre a dosagem e as instruções fornecidas pelo fabricante.
      Outras receitas: Pão, rale no ralador de queijo mesmo, umedeça com vinagre, amasse bem, faça pequenas bolinhas e coloque no caminho das formigas. Não guarde a massa pronta de um dia para outro para não estragar.Repita a operação quantas vezes forem necessárias. Ai você pergunta: o que tenha a ver bolinha de pão feita com vinagre. Explico, tem tudo a ver. Como sabemos as formigas se alimenta de fungos, quando elas recolhem as bolinhas de pão com vinagre para a colônia acaba por contaminá-la com o pão que já contem fermento mais a reação do vinagre. Com isso toda a colônia é dizimada sem prejudicar outros animais e pássaros que por ventura venha a comer as bolinhas.
      Outra dica: Cultivar gergelim bravo próximo ao formigueiro é uma boa dica para eliminar o inseto voraz. Mudas de hortelã-pimenta, calêndula e batata-doce, distribuídas pelo local atacado pelas formigas é outra boa saída. Elas também fogem da lavanda, manjerona, cravo-da-índia e alho. Amarrar na planta um saquinho de gaze, ou outro tecido, cheio de pimenta vermelha, também é um jeitinho muito usado.

      Obrigada por visitar o blog e volte sempre :D

      Resposta

  18. Ariel Cavalcanti
    out 16, 2013 @ 17:42:16

    olá, eu queria saber se depois da colheita o pé da mais frutos ou tem que arrancar??

    Resposta

  19. jose saramago
    out 01, 2013 @ 18:02:27

    ola boa noite eu tenho um terreno e plantei os meus primeiros quiabos no mês de agosto gostaria que me dissessem se já posso aopanhar os quiabos que já estão grandes obrigado

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      out 27, 2013 @ 15:56:25

      Olá…
      Vc pode pegar os quiabos grandes …. só não deixe eles ficarem muito velhos pois ficam muito duros.
      Vc pode colher os quiabos do tamanho que achar melhor. Faça um teste e colha de vários tamanhos e veja quando é mais gostoso…
      Mas de formar mais técnica: Se ele quebra com dificuldade por ser fibroso e velho ele não presta para ser comercializado. Por outro lado, colhido pequeno demais é uma perda de peso. Para colher sempre no momento certo, a colheita deve ser feita duas a três vezes por semana. A temperatura ideal para guardar quiabo é entre 7 a 10°C com umidade relativa de 90 a 95%, mas mesmo assim só para guardar no máximo durante 5 dias. Colocar em sacos plásticos na câmara ajuda para não secar demais mas o plástico deve ser perfurado para não acumular mais do que 5 a 10% de dióxido de carbono. (um furo com diâmetro de 6 mm a cada 10 cm é o ideal).
      Ate mais
      Obrigada por visitar o blog e volte sempre :D

      Resposta

  20. João Paulo Rezende
    set 27, 2013 @ 13:55:49

    Alessandra, parabéns pelo blog.
    Gostaria de uma ajuda sua, pois estou iniciando a plantação de quiabos e já plantei 2500m2. Essa plantação estou irrigando no modo microaspersão e não sei se estou irrigando na quantidade correta, mas pretendo aumentar a área de cultivo para 1 hectare ou um pouco mais e desejo fazer a irrigação por gotejamento. Para isso eu gostaria de alguma orientação quanto à quantidade diária de água que esta cultura necessita. Com essa informação eu poderia dimensionar o reservatório e o restante do sistema de irrigação, mas não acho informação nenhuma quanto à essa necessidade hidrica (litros/hectare ou litros/planta….).

    Desde já agradeço sua atenção.

    Resposta

  21. Anderson Fernandes
    set 14, 2013 @ 13:59:44

    OLA TENHO UMA AREA DE 3,8950 HA E GOSTARIA DE SABER QUANTOS PES DE QUIABO POSSO PLANTAR NESSA AREA E QUAL SERIA A PRODUCAO POR HA DE TERRA? ESSE E MEU E-MAIL magichomebuilders@gmail.com DESDE JA AGRADECO PELA ATENCAO. ABRIGADO

    Resposta

  22. angélica monteiro
    set 12, 2013 @ 18:16:48

    continuando…. bem como eu disse eu estou no ensino médio, e na minha escola é agricola. entao eu estava fazendo uma experiência com quiabos e ficaram varias manchas amareladas você pode me dizer fazendo o favor o nome dessa “MANCHA”

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      set 14, 2013 @ 23:16:58

      Olá…
      Vou colocar alguns sintomas para vc possa identificar em sua planta e depois só cuidar…

      SINTOMAS: As pontas das folhas escurecem e elas acabam murchando. As folhas inferiores ficam amarelas e caem. CAUSAS: Pouca água. O QUE FAZER: Regue até que a água escorra pelo buraco de drenagem do vaso. Não molhe outra vez antes da terra secar.
      SINTOMAS: As folhas inferiores tornam-se amareladas e caem; as novas não se desenvolvem e os caules param de crescer. CAUSAS: Falta de adubos. O QUE FAZER: Adube frequentemente no período de crescimento da planta.
      SINTOMAS: As folhas ficam amareladas, dobram-se e murcham. CAUSAS: Excesso de calor. O QUE FAZER: Mude a planta para um lugar mais fresco.
      SINTOMAS: Surgem manchas amarelas ou amarronzadas nas folhas. CAUSAS: Água fria nas folhas. O QUE FAZER: Ao regar as plantas use água à temperatura ambiente ou um pouco mais alta.
      SINTOMAS: Manchas brancas ou amarelas aparecem nas folhas de plantas. CAUSAS: Queimadura do sol. O QUE FAZER: Propicie mais sombra à planta, filtrando a luz do sol com cortinas, ou mude-a para perto de uma janela que não receba luz solar direta nas horas mais quentes do dia.

      Folhas e caules murchos:
      * Verifique se a terra não está seca demais. Neste caso, afofe bem a superfície da terra com um garfo de jardineiro. Se a planta estiver em vaso, mergulhe-o numa bacia cheia de água e use um borrifador para umedecer as plantas. Após algum tempo, retire o vaso e deixe escorrer o excesso de água.
      * Excesso de água também pode causar murcha. Certifique-se que a terra não esteja encharcada e, se for o caso, suspenda as regas por um tempo. Se as raízes mostrarem sinais de apodrecimento, faça um replantio. Dificuldades na drenagem obstruem a saída do excesso de água. Quando usar vasos para o cultivo de plantas, lembre-se de escolher sempre aqueles que apresentam furos de drenagem no fundo, para facilitar a eliminação do excesso de umidade.
      * Muita exposição à luz solar. Algumas espécies de plantas necessitam de muita luz do sol para se desenvolver bem, outras nem tanto. Verifique quais são as necessidades adequadas da planta que apresenta o problema e mude-a de lugar, se for o caso.
      * Excesso de calor. Para cada planta existe uma faixa de temperatura ideal. A maioria das plantas de interiores, por exemplo, adaptam-se bem na faixa de 15 a 25 graus C. Outras precisam de mais calor. Entretanto, a temperatura elevada pode causar a murcha de folhas e caules.

      Manchas nas folhas:
      * Excesso de nutrientes. Aplicar fertilizantes nas plantas é uma medida que garante a boa nutrição, porém, o exagero pode ser prejudicial. O excesso de nutrientes pode resultar em folhas manchadas e mal-formadas. Manchas amarronzadas e o aparecimento de uma crosta branca na superfície da terra ou nos vasos de cerâmica são sinais de excesso de fertilizante.
      * O excesso de água também pode ocasionar manchas de podridão na superfície das folhas, amarelecimento e bordas amarronzadas. Diminua a quantidade de água nas regas.
      * Sol em demasia. A exposição à luz solar em demasia pode provocar diversas alterações na coloração natural das folhas de algumas espécies. Se este for o caso, mude a planta de lugar.

      Folhas amareladas e crescimento lento:
      * Escassez de fertilizante. Como todos os seres vivos, as plantas necessitam de nutrientes para sobreviver e se desenvolver. Quando há falta de nutrientes, a planta apresenta crescimento lento, folhas amareladas, hastes fracas, folhas pequenas e floração reduzida ou ausente.
      * Necessidade de reenvasamento. Plantas que estão envasadas há muito tempo, podem ter suas raízes sufocadas e apresentar nutrição deficiente, pois a terra já está esgotada. Em geral, pode-se notar este problema quando a terra do vaso apresentar-se excessivamente compactada. Vasos pequenos em relação ao tamanho da planta também ‚ um problema. O melhor, neste caso, é mudar a planta para um vaso maior.
      * Correntes de ar. Certas espécies se ressentem profundamente quando sofrem o efeito de correntes de ar. Plantas de folhas finas, como as avencas, são as mais sensíveis, principalmente às correntes de ar frio. Verifique o local onde a planta está situada.

      Queda de flores, botões e folhas:
      * Iluminação inadequada. A luz é um fator decisivo para o bom desenvolvimento das plantas. Em geral, as plantas floríferas necessitam de maior luminosidade do que as folhagens. Certas espécies não produzem floração quando colocadas em um local com baixa incidência de luz, em outros casos, ocorre a queda de flores, botões e folhas. Verifique o local.
      * Condições de temperatura. Algumas plantas floríferas são altamente sensíveis à temperatura. O calor excessivo para as plantas de clima temperado ou ameno pode reduzir o tempo de floração e provocar a queda prematura de botões e flores. Por outro lado, as espécies de clima tropical se ressentem com o nível de temperatura baixo.
      * Erro nas regas. Aqui também a quantidade de água das regas pode ser um problema. Em excesso, pode provocar o apodrecimento de botões e brotos. Já o nível baixo de umidade reduz a hidratação da planta, resultando em folhas murchas ou secas e murcha prematura de botões e flores.

      Espero que ajude ..
      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  23. angélica monteiro
    set 12, 2013 @ 18:10:51

    estou no 1 ano do ensino médio e quro continuar sabendo cada vez mais…..

    Resposta

  24. Nivaldo
    set 05, 2013 @ 12:59:56

    Olá! Você saberia me informar pq as sementes dos meus quiabos não germinam? Falta de algum nutriente? Eu desconfio que meu solo é deficiente em potássio. Apliquei o 10-10-10 mas nao tive resultados.

    Resposta

  25. Lucas
    set 02, 2013 @ 12:57:20

    Sou estudante de Agronomia aqui na Bahia e gostaria de saber a necessidade hídrica do quiabo.

    Resposta

  26. Erik Muniz Silva
    ago 27, 2013 @ 09:16:57

    olá..
    estou fazendo um projeto para a cultura do quiabo para 0,5 ha
    com um espaçamento de 1 m entre linhas e 0,5 entre plantas. Vou fazer o
    plantio com 400 kg de Map granulado (sendo 200 kg de fosforo e 40 kg de N),
    a cobertura sera de 35 kg de N e 100 Kg de K, de um adubo formulado de melhor
    custo beneficio. A minha duvida é de quantas vezes devo parcelar essa cobertura? Pois há pessoas que diz q deve-se adubar de 10 em 10 dias, porém a quantidade de adubo jogado por metro linear ficará muito pouco. Ficarei grato! obg e bom dia!!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      set 14, 2013 @ 22:24:37

      Olá…
      Posso lhe ajudar dizendo que vc deveria arrumar um livro de lhe forneça essa informação e depois cita-la em sua metodologia. Assim a pessoa que ler seu experimento saberá que você tirou essa informação de livros, assim deixará o leitor mais seguro.
      Posso recomendar o Boletim 100 ou Boletim 200.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  27. luciano batista marciano
    ago 20, 2013 @ 14:49:49

    Alessandra por favor me ajuda sou Luciano Marciano de Bambui -mg planto a 1hectare de quiabo a 7 sete anos e que quando planto quiabo ao germinar qndo a planta esta com +ou- 1 centimetro ja nascida ela morre tipo que algum bicho pica o caule dela e chupa aquela seiva dela as plantinha estao todas pegadinha
    derrepende aparencem todas mortas eu aplico um inseticida STRON (METAMIDOFÓS) que e por contato e ingestao seria este o tratamento mesmo? AH nao irrigo muito nao! ou o que esta acontecendo com minha lavoura
    Alessandra por favor me ajuda me envie um e-mail
    luciano.marciano@yahoo.com.br

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 27, 2013 @ 20:24:07

      Vocês tá fazendo certo … é alguma praga que corta o caule jovem … a aplicação de inseticida é o caminho …
      Acredito que seja grilos (uns pequenos e marrons) são insetos que pertencem à ordem Orthoptera, família Gryllidae. Trata-se de um grupo de insetos extremamente polífago que se alimentam de uma grande diversidade de plantas e pequenos animais. São de hábitos noturnos, encontrados normalmente na superfície do solo. Durante o dia, ocultam-se sob detritos e galerias subterrâneas.
      Os adultos sejam os responsáveis pelos maiores danos às mudas de eucalipto; considerando que nenhuma referência foi encontrada que possa atribuir às ninfas algum tipo de prejuízo. Em geral, os grilos se alimentam de caules de mudas novas e tenras, podendo cortar as plantas logo após a germinação.
      Uma alternativa, neste caso, seria a aplicação de iscas tóxicas contendo inseticidas fosforados ou carbamatos, farelo de trigo, açúcar ou melaço e água. Trata-se de uma medida paliativa, considerando que a eficiência dessa isca é questionável, sobretudo em condições de alta umidade.
      Não encontrei nenhum produto químico para o controle de grilo.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  28. Jonas felix dos santos
    ago 05, 2013 @ 11:56:20

    Boa tarde! Eu plantei dois hectares de quiabo, fiz toda adubacao correta e a irrigação correta molha um dia sim e um dia nao, plantei em julho, mas nasceu e esta amarelando toda plantação!!! O que devo fazer?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 11, 2013 @ 21:06:18

      Olá…
      Falta de nitrogênio (N): As folhas novas não se desenvolvem bem; as mais velhas ficam amareladas; folhas esbranquiçadas e sem um crescimento saudável.
      Falta de enxofre (S): As folhas mais novas ficam amareladas.
      Falta de ferro e manganês( Fe Mn): As bordas das folhas mais velhas ficam amareladas; amarelamento das nervuras das folhas (Fe).
      As folhas inferiores tornam-se amarelas e caem; as novas não se desenvolvem e os caules param de crescer. Causa: Falta de adubos. O que fazer: Adube freqüentemente no período de crescimento da planta.
      As folhas ficam amareladas, dobram – se e murcham. Causa: Excesso de calor.

      Volte sempre :D

      Resposta

  29. Daniel Levy
    jul 20, 2013 @ 15:49:34

    Como se poda o quiabeiro? Plantei quiabos, estão com cerca de 25 cm, já têm flores. Podo-as? Aguardando a vossa resposta subscrevo-me, com os melhores cumprimentos.
    Daniel

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 04, 2013 @ 13:28:26

      Olá…
      Tem varias formas de podas, e acredito que não seja um bom momento já que elas estão dando flores. Você pode fazer um poda limpeza e retirar as folhas e galhos secos, dessa forma você não irá prejudicar o desenvolvimento da planta.
      Quando sua planta não estiver dando mais um boa produção (baixa produção de frutos), você pode fazer um corte radical. Ou plante outra planta, substituindo.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  30. Marcio Sanzoni
    jul 01, 2013 @ 22:31:02

    Quanto tempo apos a poda a 20 cm do chão a planta começa a produzir novamente?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 07, 2013 @ 21:44:50

      Olá…
      No momento eu não sei essa resposta. Desculpe -me.
      Mas procurarei respostas para você.

      Obrigada e volte sempre :D

      Resposta

  31. agnaldo freitas
    jun 17, 2013 @ 10:09:14

    ALESANDRA EU ERREI MEU AMAIL(É ESTE TA TINHA FALTADO O 62 GRATO)

    Resposta

  32. agnaldo freitas
    jun 17, 2013 @ 10:03:34

    OLA TD BEM EU TO QUERENDO FASER UM PEQUNO PLANTIO DE TOMATE ORGANICO COMO DEVO FASER PARA EVITAR DOENCAS SEM USAR AGROTOXICO MUITO GRATO

    Resposta

  33. elian
    jun 16, 2013 @ 00:32:34

    Quero plantar 1ectaria de quiabo, queria saber quanto teria de gastos e de lucro?

    Resposta

  34. Waldemar
    jun 13, 2013 @ 16:09:17

    ola no sitio da meu a três anos cultivamos quiabo na irrigação por gotejamento.
    gostaríamos de montar uma estufa para mudas de hortaliças em geral. você poderia me ajudar indicando algum site que eu encontre um projeto passo a passo e os materiais que eu precisaria para montar essa estufa? ficarei grato se for atendido!

    Resposta

  35. Jorge
    jun 10, 2013 @ 23:42:50

    Olá Alessandra! Eu plantei 300 covas de quiabo e colhi apenas 60kg durante três meses de colheita. Fiz a poda a 20cm do chão e gostaria de saber qual adubo devo colocar agora. O que vc poderia me dizer a respeito da colheita de tão poucos frutos? Muito obrigado!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jun 23, 2013 @ 11:23:42

      Olá….
      Após a poda o ideal é passar calda bordalesa, que é uma mistura de sulfato de cobre, cal e água. É ótimo para prevenir a proliferação de microorganismos e a entrada de patógenos no local podado. Você pode comprar em casas de material agrícola, vem o kit pronto, só dissolver na água e passar com um pincel.

      http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Uva/UvasViniferasRegioesClimaTemperado/poda.htm

      http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Uva/MesaNorteMinas/poda.htm

      A adubação seria a de cobertura, caso o seu seja orgânico: Adubação orgânica: Aplicar em toda a área de cultivo, de 10 a 20 t/ha de esterco de curral ou de composto orgânico, ambos bem decompostos, ou ainda, 2,5 a 5 t/ha de esterco de galinha curtido ou húmus de minhoca . As quantidades recomendadas de fertilizantes orgânicos variam conforme as características de cultivo: clima da região, época de plantio, ciclo da cultura, níveis de matéria orgânica e textura do solo, presença ou ausência de nematóides, utilização ou não de irrigação na cultura. Deve-se estar atento para o fato que o uso excessivo de adubos orgânicos poderá acarretar um desenvolvimento vegetativo exuberante, dificultando as colheitas e o controle fitossanitário, entres outros aspectos.
      Mas caso adubos químicos: Adubação mineral de cobertura: Aplicar 20 a 80 kg/ha de N e 15 a 60 kg/ha de K2O durante o ciclo da cultura. As coberturas (20kg/ha de N e 15kg/ha de K2O cada) iniciam-se aos 20 dias após a emergência das plantas, podendo ser repetidas a cada 30 dias, dependendo do desenvolvimento do quiabeiro.

      http://www.iac.sp.gov.br/imagem_informacoestecnologicas/85.pdf

      http://www.ifbaiano.edu.br/unidades/valenca/files/2011/05/fertilizantes-e-fertilizacao.pdf

      Obrigada e volte sempre que precisar :)

      Resposta

  36. thiago rodrigo
    mai 22, 2013 @ 22:38:12

    ola gostaria de saber se posso plantar o quiabo junto com a plantação de mandioca,estou plantando 8 hectares de mandioca e gostaria de aproveitar a adubação….desde já agradeço

    Resposta

  37. Osmar Mascarenhas de Jesus
    mai 01, 2013 @ 19:39:16

    gostaria de fazer uma plantação de 3000 pés de quiabo, você me ajudaria a me mandar todo os custos, colheitas quantidade, pois eu gostaria de ajudar algumas creches o meu email é osmarmascarenhas@hotmail.com

    Resposta

  38. Suelene Barros
    abr 25, 2013 @ 10:46:51

    Oi Alessandra. Tenho uma pequena horta caseira em vasos, me arrisquei a plantar quiabo, ele deu 6 quiabos ao longo do caule, quando o olho ficou cheio de flores os quiabo desde que brotou foi fibroso, as sementes bem salientes. depois foi murchando e eu o arranquei, suas raízes estavam com bolotas. Queria saber o que ele teve e como devo cultivar no vaso sem acontecer novamente. Um brande abraço.

    Resposta

  39. leandro
    abr 17, 2013 @ 09:18:54

    quantas vezes posso fazer a poda no quiabo, obrigado.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mai 04, 2013 @ 17:18:37

      Olá
      Depende da finalidade da sua poda, por exemplo: quando o período de safra começa em janeiro e se estende até maio e a colheita ocorre entre 60 e 80 dias após o plantio e se prolonga por três meses. Após esse período, a poda a 20 centímetros do chão permite nova brotação e segunda safra, em condições climáticas favoráveis, caso seja necessário, pois se sua plantação ainda estiver lhe dando uma boa produtividade não a necessidade dessa poda, ocorre quando a produção está baixa. Então essa poda drastica, ajuda a planta vir com força total, ou quando a parte aérea (folhas) esta doente
      As podas na produção comercial, as brotações laterais são eliminadas, mas, se as mantiverem, também frutificam. Contudo, plantas muito ramificadas produzem frutos de menor tamanho e de menor qualidade.
      Obrigada e volte sempre. :)

      Resposta

  40. juliana
    abr 04, 2013 @ 16:36:59

    ola ale, mina duvida ,… eu plantei umas sementes de quiabo , e ja germinaram estao com duas folhinhas , mas notei hoje que algunas estao com buraquinhos e ficando amareladas , o que pode ser , o que faço , nao quero que morra minhas mudinhas …me ajuda .

    Resposta

  41. Jorge
    mar 31, 2013 @ 07:29:50

    Bom dia, Alessandra! Gostaria de saber se na epoca do frio devo molhar a plantação de quiabo pela manhá para tirar o sereno das folhas? Muito obrigado!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      abr 04, 2013 @ 22:33:59

      Olá Jorge,
      O sereno não prejudica tanto quanto a geada e frio intenso. O que eu recomendo, caso em sua cidade a temperatura noturna seja muito baixa é cobri-las para ajudar a planta a aguentar a noites frias.

      Volte sempre que precisar :)

      Resposta

  42. mescias junior
    mar 30, 2013 @ 20:21:24

    gostei muinto ale vou aplicar na minha lavoura e dou respostas do resultado

    Resposta

  43. Aurélio Aparecido de Matos
    mar 27, 2013 @ 13:15:44

    Parabéns por ajudar a tantos que necessitam de orientação, enquanto muitos orientam para destruir, você esta aqui para o crescimento profissional. continue assim e que Deus te proteja.Um grande abraço.

    Resposta

  44. JOEL
    mar 26, 2013 @ 15:54:48

    OLA
    INICIE UMA PEQUENA PRODUÇÃO DE QUIABO, MAS DEVIDA FALTA DE EXPERIENCIA AS FOLHAS LADEIRAIS FORAM CORTADAS , SERA QUE DEVO ELIMINAR OS PLANTIO
    OBRIGADO
    JOEL

    Resposta

  45. Valter
    mar 26, 2013 @ 12:31:55

    Alessandra c. Oliveira estou querendo plantar uma hectares de quiabo. Eu moro no sudeste de minas e gostaria de saber se nessa região eu posso esta cultivando a cultura do quiabeiro, devido a presença do frio nessa epoca, outono e inverno,. pois aqui faz frio a noite e muito calor durante o dia. Pelo seu conhecimento me ajude por favor.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      abr 04, 2013 @ 21:42:39

      Olá Valter,
      O quiabeiro é uma cultura mais rústica, e mais fácil de conduzir, pois não é muito exigente em água e adubação. Porém o clima pode ser um problema. Quando a região é quente o ano todo, com alguns meses de frio (pouco) o planta vai muitooo bem. Quando a região tem meses de frios, mas muito frio, a planta não vai muito bem. A dica é: como a planta precisa de calor para desenvolver e dar uma boa produtividade, o bom é fazer um plantio programado em que a planta se desenvolva nas épocas quentes e coincidindo as colheita antes do frio.

      Volte sempre que precisar.
      Obrigada :)

      Resposta

  46. Ronaldo batista
    mar 15, 2013 @ 14:29:25

    Adorei a materia e bastante esclarecedora
    Parabens!!!

    Resposta

  47. Patricia
    mar 11, 2013 @ 22:24:18

    Ola, cuido da horta da escola onde trabalho, há dois meses. Quando cheguei lá, já havia o cultivo de quiabo, no entanto não sei precisar há quanto tempo. Já estão dando frutos, mas as folhas estão com manchas brancas. Pesquisando na internet, vi que poderiam ser fungos provavelmente devido as folhas terem sido molhadas na hora da rega. Retirei todas as folhas com manchas e pulverizei com uma mistura de 100g de fumo de corda+1L alcool+1 un de sabão de coco e água, que já estava na escola. Não obtive sucesso. As manchas tornaram a aparecer sobre as folhas que restaram. Na internet, vi sobre uma solução de 1/2L agua+2 1/2 colheres sopa de agua sanitaria e 1/2 colher cha de detergente, mas ainda não a testei.
    Além disso, alguns quiabos estão retorcidos e há também alguns insetinhos que infestam algumas das plantas.
    Que providências eu poderia tomar? Ainda tem jeito?
    Muito obrigada!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 12, 2013 @ 16:00:34

      Olá…
      As doenças causadas por fungos são um pouco chatos de ser eliminados, mas tente mais uma vez a sua eliminação, caso isso não aconteça elimine as plantas doentes, mas não esqueça de retirar do local, pois podem sobreviver em restos culturais. O controle químico com fungicida é uma boa indicação, o que vc pode fazer é procurar uma casa agropecuária da região e pedir orientações ao agrônomo do local. Para o inseto vc pode usar o NIM. Vou passar duas receitas que gosto, muito por sinal, que pode ajudar vc com as manchas e com os insetos.

      Calda Bordalesa
      Fungicida e bactericida: aplicada de forma preventiva contra algumas doenças.
      Repelente: contra alguns insetos como burrinho dabatata, pulga do fumo, cigarrinhas.
      Fórmula para aplicação
      ♦ 1,0 Kg de sulfato de cobre
      ♦ 1,0 Kg de cal virgem
      ♦ 2,0 l de leite desnatado
      ♦ 88,0 l de água
      Modo de preparo:
      Dissolver o sulfato de cobre em 5 l de água morna. Apagar a cal virgem em outros 5 l de água. Despejar a solução de sulfato de cobre sobre a água
      de cal misturando sempre. Completar com os 88 litros de água restantes. Juntar a calda os 2 litros de leite.
      Obs: Depois de três dias, a calda perderá a sua validade.

      Calda viçosa
      É uma calda com ação fungicida que aplicada de forma preventiva também fornece alguns micronutrientes para a planta. Usada contra ferrugem, olho pardo, pinta preta, requeima e manchas.
      Ingredientes:
      ♦ Sulfato de cobre : 50 g
      ♦ Sulfato de zinco : 120g
      ♦ Sulfato de magnésio : 80 g
      ♦ Ácido bórico : 80 g
      ♦ Cal hidratada : 100 g
      Preparação:
      Dissolver os sais em um pouco de água morna, completar com 8 l de água. Em outro balde, dissolver a cal hidratada em 8 lts de água. Despejar a água com os sais sobre o leite de cal, nunca ao contrário. Misturar bem com a pá de madeira. Se após a mistura, a calda apresentar aspecto de leite talhado, é porque a cal está
      muito velha e não deve ser usada. A preparação deverá ser feita no dia da aplicação, portanto não poderá ser armazenada.

      Obrigada e volte sempre que precisar :)

      Resposta

  48. ilda afonso
    mar 11, 2013 @ 20:42:58

    gostei muito,pois estou começando a trabalhar com tomates e quiabo,espero conseguir!

    Resposta

  49. ilson
    fev 19, 2013 @ 09:39:25

    Bom dia, Alessandra.
    Tenho em meu quintal alguns pés de Inhame chinês, gostaria de saber como identificar a epóca de fazer a colheita.

    Atenciosamente.
    Ilson.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:09:05

      Olá…

      Pode ser colhido cerca de nove meses após o plantio, quando a planta estiver madura. Os sinais dessa condição aparecem, principalmente, nas folhas, que ficam secas ou amareladas, com manchas. De acordo com o espaçamento adotado, as técnicas utilizadas e a variedade, a produtividade pode variar de 10 a quase 30 toneladas por hectare. A operação é feita cavando-se lateralmente as covas ou camalhões e, cuidadosamente, descobrindo-se a túbera comercial, separando-a da planta-mãe através de um corte, exatamente no ponto de ligamento com a parte aérea.

      Encontrei alguns site interessantes talvez ajude o senhor:

      http://revistagloborural.globo.com/GloboRural/0,6993,EEC1689830-4529-2,00.html

      http://www.ipa.br/resp19.php

      Espero ter ajudado … volte sempre que precisar …
      Obrigada :)

      Resposta

  50. jorge de oliveira barbosa
    fev 13, 2013 @ 09:07:54

    eu gostaria saber como mata um fungo branco q dar na folha do quiabo quau produto devo usar tambe esta matado o cajuero a mesma praga o que devo faser

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 17, 2013 @ 17:25:20

      Olá…
      O mofo-branco, causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum, é uma das doenças mais destrutivas. As condições favoráveis ao desenvolvimento da doença são a alta umidade aliada às temperaturas moderadas (15-25oC).

      Controle:
      Ao se constatar a doença no campo, as plantas que apresentarem sintomas devem ser arrancadas e queimadas antes da formação dos escleródios. Se a área já estiver muito infestada, deve-se evitar o plantio de plantas suscetíveis por um período de pelo menos cinco anos, dando-se preferência às gramíneas, como trigo, arroz, milho, sorgo, aveia ou pastagem. Em áreas de risco, para que haja melhor arejamento da cultura, deve-se adotar espaçamento maior entre as fileiras, número menor de sementes por metro, cultivares de porte ereto e evitar o uso excessivo de adubação nitrogenada.

      Controle químico (procure um agronomo ou uma casa agropecuária que iram te ajudar), produtos recomendados: Tiofanato metílico, Tiofanato metílico + Chlorothalonil, Tiofanato metílico + Mancozeb, Fluazinam, Iprodione.

      CONTROLE ALTERNATIVO: CALDA SULFOLCÁLCICA: ESTÁ SENDO USADA COM SUCESSO NO CONTROLE DA FERRUGEM { ALHO ,CEBOLA,E FEIJÃO, },O OÍDIO{O MOFO BRANCO NO QUIABO },ANTRACNOSE E MANCHA PÚRPURA .TAMBÉM ESTÁ SENDO UTILIZADO PARA LIMPAR TRONCOS DE FRUTEIRAS {,COCHONILHAS , TRIPES }E NO CONTROLE DE ÁCARO EM CAFEZAIS OU SEJA A CALDA SULFOCÁLCICA É UTILIZADA COMO FUNGICIDA ,ACARICIDA E INSETICIDA . CALDA SULFO CÁLCICA PODE SER USADA JUNTA COM A CALDA BORDALESA, NA PROPORÇÃO DE 1\3 DE 1 LITRO DE CALDA SULFO CÁLCICA PARA 20 LITROS DE CALDA BORDALESA CULTURA DO ALHO E QUIABO .A CALDA SULFO CÁLCICA TAMBÉM PODE SER USADA JUNTO COM INSETICIDAS COMO COM EXTRATO DE FUMO. Encontreo alguns links legais para vc ler sobre a calda:

      http://www.cpao.embrapa.br/publicacoes/online/zip/FOL200836.pdf

      http://www.adaptasertao.net/uploads/pdfs/8.%20Calda%20Sulfocalcica.pdf

      http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20071001120054AAL6Fyk

      http://www.cca.ufsc.br/labfitop/2008-2/calda%20bordalesa.pdf

      http://www.abcdobonsai.com/calda-sulfocalcica-e-calda-bordalesa/

      Espero que ajude …
      Volte sempre que precisar
      Obrigada :)

      Resposta

  51. adilson
    fev 11, 2013 @ 20:21:48

    oi sou adilson tecnico en agropecuaria e o segundo ano que planto no municipio de ponta grossa pr tenho plantado fora de epoca para conseguir melhores preços e tenho bons resultados

    Resposta

  52. Robenilto dos santos Ribeiro
    jan 13, 2013 @ 07:18:42

    Gostei muito destas aulas,mais gostaria que esplicasse para o público como produzir tudo isso,da forma que está sendo cuidado,de uma forma mais saudável,sem produtos quimicos,sendo que existe variações de formas de produzir sem quimica.

    Abraço

    Resposta

  53. luciacaetano
    jan 01, 2013 @ 16:59:35

    plantei 10 kg de quiabo,comecei a colherem julho. e agora começou aparecer nas folhas elas estao aparecendo que faz uns bordados nas folhas amareladas .o que e?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jan 08, 2013 @ 19:51:14

      Olá….
      Pode ser doença ou nutricional….
      Vou colocar alguns pontos a baixo e vc tenta identificar qual melhor se encaixa com o seu problema… tudo bem???
      1) Doença: Manchas: As manchas nas folhas são causadas por várias bactérias e fungos. Se as bactérias forem as responsáveis, as manchas serão angulares com borda amarela. As causadas por fungos têm zonas concêntricas e uma área de pequenos corpos de frutificação dos fungos. Essas manchas são pretas, marrons ou em tons de cinza.
      – Mancha amarela: O sintoma mais característico é o que dá nome à doença: mancha amarela. As lesões são elípticas ou em forma de diamante, geralmente com uma borda amarela e o centro marrom escuro. As condições climáticas ideais para o desenvolvimento do patógeno são temperatura entre 18o e 28oC e um período de molhamento foliar superior a 30 horas. Controle: Devido à importância dos restos culturais na sobrevivência do fungo, uma das mais importantes medidas de controle para esta doença está no manejo, com o objetivo de eliminar estruturas do patógeno. Sendo assim, a primeira medida a ser tomada é a rotação de culturas. O enterrio de restos também funciona como medida de controle; e usar uma cultivar altamente suscetível, e o uso de fungicidas (recomenda-se a aplicação de fungicidas, que poderá ser encontrado em casas agropecuarias).

      2) Nutricional:
      – Potássio: A deficiência de potássio torna lento o crescimento das plantas; as folhas novas afilam e as velhas apresentam amarelecimento das bordas, tornando-se amarronzadas e necrosadas. O amarelecimento geralmente progride das bordas para o centro das folhas. Ocasionalmente verifica-se o aparecimento de áreas alaranjadas e brilhantes. A falta de firmeza dos frutos, em muitos casos, é também devida à deficiência de potássio.
      Encontrei um site onde explica melhor todas deficiencias nutricionais, porém na cultura do tomate, mas talvez possa te ajudar a encontrar alguma semelhança nos seus pés: http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Tomate/TomateIndustrial_2ed/deficiencias.htm
      – Zinco: Faixas brancas ou amareladas entre a nervura principal e as bordas, podendo seguir-se necrose e ocorrer tons roxos; as folhas novas se desenrolando na região de crescimento são esbranquiçadas ou de cor amarelo-pálida; internódios curtos. Tem mais esse site que pode ajudar vc: http://www.plantasonya.com.br/category/causas-e-solucoes

      Espero que tenha ajudado … e volte sempre que precisar…
      Obrigada

      Resposta

      • Francis Oliveira
        abr 14, 2013 @ 07:07:25

        ola Alessandra vou plantar 3 mil pes de quiabo de quantos metros quadrados de terra eu vou prescisar ,obrigado

        Resposta

        • Alessandra C. Oliveira
          abr 18, 2013 @ 15:56:44

          Olá…
          Vc vai usar +ou- de sementes 6Kg/ha. Se vc plantar em linha reta em espaçamento de 0,50 seria 1500 metros ….. Se vc plantasse um espaçamento de 1 x 0,5 vc teria duas filas de 750 metros… mas o senhor teria que ver o espaço que tem disponivel… pois vc pode plantar conforme seu terreno …
          Desculpe a demora …
          Obrigada e volte sempre que precisar….

          Resposta

  54. Alisson
    set 14, 2012 @ 11:39:59

    plantar quiabo e tomate um do lado do outro tem problema não?
    um não vai prejudicar o outro ??

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      nov 27, 2012 @ 18:52:19

      Dependendo o espaçamento que estiver usando.
      O senhor terá mais trabalho, pois são duas planta de muita produção.
      E sempre observando as pragas, as plantas, pois sao duas culturas ao mesmo tempo.
      Normalmente usa duas culturas, mas sendo uma de ciclo mais rapido que a outra. :)

      Resposta

  55. Alisson
    set 06, 2012 @ 09:30:51

    quero platar quiabo e tomate da certo ou não e recomendado

    Resposta

  56. Werbson Alves Paula
    set 04, 2012 @ 12:45:08

    A hora que ele tiver com 10 cm de altura

    Resposta

  57. Paulo Campista
    ago 24, 2012 @ 13:57:13

    Também, como o Augustio Kamino, não entendi…podar a 20 cm da terra após 3 meses….E o coitado ficou sem resposta…e, após a tantos elogios deste site….

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 27, 2012 @ 07:52:45

      Olá,
      Como eu já expliquei no blog, eu passei um tempo distante do blog (problemas pessoais). Voltei para dar continuidade ao blog a algum tempo.
      Mas essa dúvida já foi respondida em outras perguntas mais a baixo da pergunta do Augustio Kamino ….
      Tem um site que também tem essa informação e coloquei logo a baixo e com o site para você localize depois (é um site muito bom).

      O período de safra começa em janeiro e se estende até maio e a colheita ocorre entre 60 e 80 dias após o plantio e se prolonga por três meses. Após esse período, a poda a 20 centímetros do chão permite nova brotação e segunda safra, em condições climáticas favoráveis. A produtividade normal varia de 15 a 22 toneladas do legume por hectare. As variedades mais cultivadas no Brasil são de origem nacional ou norte-americana. (http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/quiabo/quiabo-4.php).

      Obrigada
      E volte sempre que precisar, o o blog está aqui para ajudar.

      Resposta

  58. Ricardo Abreu bello
    ago 21, 2012 @ 11:10:59

    Bom dia! olha doutora agradeço pela resposta e as informações nelas contidas!! Sempre que precisar estarei aqui na sua página para mais esclarecimentos, se não for incõmodo. Agora me animei para plantar rsrs. Abraços.

    Resposta

  59. Ricardo Abreu bello
    ago 12, 2012 @ 06:21:37

    tenho uma plantaçáo caseira no quintal .Porque as vezes o quiabo ja nasce duro desde pequeno e torto ou as vezes enrolado? Seria muito importante se vc puder me responder porque perguntei a um agronomo da minha região e ele não soube me responder!! por favor me responda!! que Deus continue multiplicando sua sabedoria! ririabreu44@gmail.com

    Resposta

  60. keeslew caixeta
    jul 30, 2012 @ 13:55:06

    Muito boa as informações, a quantidade de 15 a 22 ton/h é de toda a safra ? Qual a quantidade no ano se for irrigada ?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 19, 2012 @ 11:49:46

      Olá,

      O ciclo de aproximadamente 70 a 80 dias e em condições ideais de cultivo pode chegar a produzir de 15 a 20 mil quilos por hectare.
      A irrigação aumenta a produtividade do quiabeiro, e outras plantas. Quando o ambiente onde a planta vive está tudo equilibrado, a planta desenvolve bem.

      Segundo dados do IEA (Instituto de Economia Agrícola), em 2006 o município de Piacatu produziu 120 mil caixas de quiabo numa área de 200 hectares. Atualmente, segundo o chefe da Casa da Agricultura de Piacatu, o engenheiro agrônomo Valdeir José dos Santos, o município está produzindo em média três mil caixas de quiabo (18 quilos) por alqueire (cerca de 1.240 caixas por hectare). “A área não aumentou nem reduziu, permanece em 200 hectares em produção”, diz. Considerando a média obtida nessa safra, o município pode encerrar a colheita com um volume de produção de aproximadamente 248 mil caixas de quiabo, nos mesmos 200 hectares plantados, aumento de 129%. Especialistas já consideram uma boa produtividade uma colheita de duas mil caixas por hectare.
      O aumento na produtividade é atribuído à maior conscientização do produtor que investiu em adubação, irrigação, melhorou a qualidade da colheita e a classificação do quiabo. “O produtor de Piacatu está se profissionalizando. Um produtor, por exemplo, gastou um único ciclo de irrigação 10 mil litros de óleo diesel com a irrigação”, conta. (http://www.folhadaregiao.com.br/Materia.php?id=84205).

      São cerca de 600 caminhões carregados todos os anos, em média 15 por semana, cada um com 15 toneladas de quiabo. De acordo como agrônomo, existem fatores que explicam o sucesso do cultivo do quiabo no perímetro Califórnia. “O solo argiloso e o clima quente-seco são ideais para o plantio do quiabo, e a água de irrigação é de excelente qualidade. (http://www.cohidro.se.gov.br/modules/news/article.php?storyid=205)

      O perímetro irrigado, gerenciado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), por meio da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e de Irrigação (Cohidro), atualmente é o maior produtor de quiabo de Sergipe, com uma média de produção em torno de 80 toneladas por dia. (http://agencia.se.gov.br/noticias/leitura/materia:15910/producao_de_quiabo_em_caninde_chega_a_80_toneladas_diariamente.html).

      Plantação de quiabo gotejamento com fertirrigacao, nesse você pode ver fotos bem interessantes. (http://www.fazendaogum.com.br/irrigacao_quiabo.htm).

      Desculpe a demora…
      Volte sempre que precisar, e o blog está aqui para ajudar.
      Obrigada

      Resposta

  61. ALFONS LACERDA
    jul 30, 2012 @ 00:20:17

    INTERESSANTE, POIA AJUDA QUEM NÃO CONHECE A PLANTAR CORRETO
    O QUIABO É BOM P/ DIABETES. CORTE DOIS QUIABOS VERDES EM RODELAS E PONHA NUM COPO D’ÁGUA A NOITE. PELA MANHÃ, RETIRE OS QUIABOS E BEBA A ÁGUA. EM UMA SEMANA SUA GLICOSE ESTARÁ NORMALIZADA.
    MAS NÃO PODE PARAR DE BEBER A ÁGUA DE QUIABO. SE NÃO VOLTA A SUBIR.

    DESCOBRI TAMBÉM QUE A MELHOR LUA P/ PLANTAR A MANDIOCA É A LUA DE MEL.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 30, 2012 @ 09:09:01

      Olá,
      Adorei as informações. Acredito que isso pode ajudar muita gente …. obrigada…

      Obrigada por visitar o blog, volte sempre que precisar.

      Resposta

  62. Nivaldo
    jul 25, 2012 @ 07:14:44

    Eu percebi que vários pés de quiabo tombam. Parece que foram sulgados um pouco abaixo do nível do solo. Isto seria causado pela lagarta rosca?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 26, 2012 @ 10:11:54

      Olá,
      Talvez seja a lagarta-rosca. Vou colocar a descrição da praga e você tenta identificar. Ok.

      A lagarta-rosca causa danos às plantas desde a fase de sementeira até a terceira semana após o transplante. Em geral, a praga está associada à presença de gramíneas nativas que proliferam com o mau preparo do solo. A oviposição é feita em gramíneas e as larvas presentes no solo cortam a base do caule da plântula, reduzindo o número de plantas na área. A identificação dos danos e do agente é bastante simples: basta cavar o local onde anteriormente se localizava a plântula cortada para encontrar a larva. Pulverizações com inseticidas devem ser feitas ao entardecer, período de maior atividade das lagartas, dirigindo o jato de solução ao solo, junto à base da planta. A cobertura do solo é contra-indicada, porque favorece a proteção das lagartas, sendo comum encontrar danos nos ponteiros de plantas com 30 a 40 dias de idade.

      Cuidado com os inseticidas, use sempre proteção antes de aplicar o produto.
      Ingrediente ativo: Betacyflutrin/ Nome Comercial:Bulldock
      Ingrediente ativo: Carbaryl/ Nome Comercial: Carbaryl Sevin
      Ingrediente ativo: Deltamethrin/ Nome Comercial:Decis

      Resposta

  63. José Carlos
    jul 22, 2012 @ 21:26:26

    Fiz leitura de vários comentários,e percebi que as pessoas não tem atenção na leitura,suas informações são bem claras.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:04:42

      Olá…
      Não tem problema, respondo a todos! Gosto de ajudar!
      Mas sim … muitas perguntas são repetidas….
      Volte sempre :)

      Resposta

  64. eliana
    jul 22, 2012 @ 12:08:18

    quando posso fazer a primeira poda no quiabo?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 22, 2012 @ 12:14:49

      A colheita é feita 60 a 80 dias após o plantio e durante 3 meses. Após esse período a poda (quando não estiver colhendo mais), ai uma poda a 20 cm do chão, permite nova brotação e segunda safra.

      Era isso sua dúvida? Caso nao seja volte! O blog está aqui para ajudar.
      Obrigada

      Resposta

  65. Tânia aguiar
    jul 10, 2012 @ 18:30:53

    Parabens pelo trabalho! Por favor, vc sabe me dizer se essas orientações tb são adequadas para o cultival Star of David (estrela de davi)… Estou em duvida mesmo é na poda, tenho plantio domestico, ganhei sementes de uma amiga… A produção foi excelente, com apenas uns 20 pés distribui quiabo para os vizinhos. Mas de repente, parou tudo. Fiz adubação nitrogenada (no plantio foi só organica e calcario) , mantive a irrigação e percebi que está havendo uma rebrota timida. Devo fazer a poda drastica (20cm do chão) ou só na ponta das hastes… HELP! obrigada

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 11, 2012 @ 11:51:07

      Olá,
      Achei esse site: http://www.avelonline.com/como-fazer-crescer-uma-planta-de-estrela-de-davi.html
      Talvez possa ajudar você.
      Mas a poda em quiabo funciona quando o pé não está produzindo como antes. A poda drastica, ajuda a planta vir com força total, ou quando a parte aérea (folhas) esta doente…..
      As podas na produção comercial, as brotações laterais são eliminadas, mas, se as mantiverem, também frutificam. Contudo, plantas muito ramificadas produzem frutos de menor tamanho e de menor qualidade.
      A colheita 60 a 80 dias após o plantio e durante 3 meses. Após esse período a poda, a 20 cm do chão, permite nova brotação e segunda safra.
      Mas se a planta estiver velha talvez uma nova muda seja mais viável. E as adubações e as irrigações ajuda a planta a produzir lindos frutos.
      Espero ter ajudado, volte sempre. Precisando volte que tentarei buscar mais informações.
      Obrigada.

      Resposta

  66. Michelly Rodrigues
    jun 16, 2012 @ 12:33:15

    Olá!
    gstei mt dos esclarecimentos, as sementes tem q serem demolhadas sempre por 24hs antes?….e se elas forem colocadas sem serem demolhadas o q pode acontecer e qual o tempo de germinação, pois eu coloquei algumas sementes sem q elas fossem demolhadas, coloquei direto na terra, será q é melhor colocar outras sementes dentro da água e fazer novamente a semeadura?
    fico grata pela atenção!

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jun 20, 2012 @ 23:45:28

      Olá,

      Acredito que se sua plantação seja caseira, seja mais fácil, porém se ela for comercial o preparo da semente para o plantio, deve-se levar em conta que a mesma esteja fisiologicamente apta para germinar, ou seja, que a colheita tenha sido realizada na época certa e a semente tenha completado sua maturação fisiológica em ambiente apropriado.
      Mas se as sementes forem apenas caseiro e não for armazenar as sementes e plantio direto, não a problema na semeadura as sementes esteja umidas. Mas caso seja para produção comercial, cuidados sempre é bom, para evitar doenças. E deixar as sementes secando e usar produtos quimicos para proteger sua sementes sempre é muito bom. Nesse caso o uso de sementes comerciais nesse casos é a melhor opção.
      Caso não tenha respondido estou aqui para ajudar, retorne.

      Obrigada
      Alessandra

      Resposta

      • julio marcelino
        out 24, 2012 @ 18:05:07

        Boa noite
        Qual seria a produçao por ha na primeira safra; E qual o numero de plantas por ha.

        Resposta

        • Alessandra C. Oliveira
          out 28, 2012 @ 15:13:12

          Olá,
          Seu ciclo é de 70 a 80 dias e alcança uma produtividade de 15 mil a 20 mil quilos por hectare plantado. A quantidade de sementes + ou- 6Kg/ha. A população pode chegar a 23.809 e 35.714 plantas/ha, obtidas no espaçamento de 1,4 x 0,30 m com uma planta por cova e 1,4 x 0,40 m com duas plantas por cova.

          Obrigada por visitar o blog, e volte sempre qe precisar

          Resposta

  67. marcio dickson de oliveira
    jun 14, 2012 @ 20:27:38

    não entendi o pq da moderação. O incentivo é a mola da continuidade.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jun 20, 2012 @ 23:31:03

      Olá,
      Tenho apenas um dia da semana para responder todas as perguntas e dessa maneira fica mais fácil de ver todas as perguntas e responder a todos.
      Volte sempre que precisar… :)

      Alessandra

      Resposta

  68. marcio dickson de oliveira
    jun 14, 2012 @ 20:24:57

    Parabens! O conhecimento para si mesmo é egoista. Grande pessoa é a senhora. Que Deus te elumine sempre. Márcio.

    Resposta

  69. marco garcia
    jun 05, 2012 @ 12:29:13

    obrigado pela respota foi muito util, meu quiabo tem 44 dias quando posso adubar? e qual adubo devo usar?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jun 21, 2012 @ 00:05:06

      Olá…

      Aplicar 20 a 80 kg/ha de N e 15 a 60 kg/ha de K2O durante o ciclo da cultura. As coberturas (20kg/ha de N e 15kg/ha de K2O cada) iniciam-se aos 20 dias após a emergência das plantas, podendo ser repetidas a cada 30 dias, dependendo do desenvolvimento do quiabeiro.

      Obrigada
      Alessandra

      Resposta

  70. waltair de sousa
    jun 01, 2012 @ 18:44:44

    Gostei dos esclarecimentos,mas gostaria que me tirasse uma duvida.Plantei no ano de 2011 uma area de 01 hectare da especie chire veado,so que com 02 meses de colheita ja nao dava mais pra alcançar os frutos,pois atingiram uma altura de +ou- 2,30mt.Devo fazer a poda antes ou nao?grato.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jun 04, 2012 @ 10:41:39

      Sim.
      Tem a poda que você corta toda a planta e aquela para o controle da altura.
      A poda em particular é ótimo, pois deixa qualquer planta na altura que você quiser. E a poda total, ela é feita para fazer uma nova rebrota, claro que voce achar que a planta não está redendo mais.

      Obrigada

      Resposta

      • Lair
        jun 04, 2012 @ 21:04:44

        em que momento podemos fazer a poda do quiabal

        Resposta

        • Alessandra C. Oliveira
          jun 21, 2012 @ 00:03:18

          Olá,

          O período de safra começa em janeiro e se estende até maio e a colheita ocorre entre 60 e 80 dias após o plantio e se prolonga por três meses. Após esse período, a poda a 20 centímetros do chão permite nova brotação e segunda safra, em condições climáticas favoráveis. A produtividade normal varia de 15 a 22 toneladas do legume por hectare.
          Mas depende quando foi seu plantio.

          Obrigada
          Alessandra

          Resposta

  71. Edson Alencar
    mai 28, 2012 @ 20:06:17

    Está página está muito boa..
    Estou no primeiro ano do curso técnico em agropecuária, e queria saber mais sobre o quiabo, mas só que em Roraima??

    Resposta

  72. Edson Alencar
    mai 28, 2012 @ 19:57:15

    Está página está muito boa..
    Estou no primeiro ano do curso técnico em agropecuária, e queria saber mais sobre o quiabo, mas só que em Roraima!!

    Resposta

  73. Fabiano
    mai 10, 2012 @ 13:51:33

    Olá
    Estou fazendo ums pesquisa sobre quais são os fatores que inflenciam a caracteristica dos frutos do quiabeiro. No entanto, sei que um desses fatores está ligado a temperatura. Contudo, necessito de mais informações o máximo que vocÊ puder me informar. Esse trabalho faz parte de um projeto interdisciplinar, e se me ajudar, concerteza estará em minha bibiografia.
    Obrigado.

    Resposta

  74. leni gomes da silva
    mai 04, 2012 @ 08:34:34

    tenho uma pequena propriedade e quero platar de quiabo,o tamanho e de 2ectares o meu esposo não acredita qui possa nos dar lucro gostaria de orientaçao.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mai 11, 2012 @ 21:38:14

      O Quiabo é uma cultura cultivada anualmente. O produto consumido são os frutos. A época de plantio recomendada setembro a março. O espaçamento 1,2 x 0,5 m. A semeadura é feita por sistema de mudas ou diretamente no local definitivo. Coloca-se 5 sementes/cova, sendo necessários 8 kg/ha.
      A colheita 60 a 80 dias após o plantio e durante 3 meses. Após esse período a poda, a 20 cm do chão, permite nova brotação e segunda safra. Produtividade normal é de 15 a 22 t/ha.

      Acredito que incialmente é um tamanho interessante, e com certeza você irá crescer. Cuidar de plantas e ter cuidados e paciencia e quanto mais é mais cuidados, e inicialmente já será um bom trabalho. Comece com essa pequena quantidade e aos poucos você irá conhecer o mercado e ver do que ele necessita.
      Qualquer coisa estou por aqui.

      Obrigada
      Alessandra

      Resposta

  75. leni gomes da silva
    mai 04, 2012 @ 08:26:43

    olá gostei muito das orientaçoes com certeza vâo ajudar muito.parabéns

    Resposta

  76. FRANCO
    abr 18, 2012 @ 12:47:57

    agradeço muito todos vcs que nós ajudam nessa categoria ,muito obrigado mesmo ,pois isso e mais que uma aula pratica . so assim nos podemos nos ajudar,na agricultura. manaus AM franco.neves@hotmail.com

    Resposta

  77. marco andre garcia
    abr 09, 2012 @ 17:52:00

    gostaria de se posso plantar quiabo no mesmo slo sem rotação,pode dar doenças na plantação?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      abr 20, 2012 @ 23:33:36

      Se tratar de uma monocultura de quiabo, é importante aplicar uma rotação de culturas. A rotação de culturas implica o plantio de diferentes culturas no campo em cada período de cultivo para apenas voltar ao plantio da mesma cultura depois, de no mínimo, três períodos de cultivo. Desta maneira, interrompe-se o ciclo vital dos organismos patogénicos e reduz-se a possibilidade de danos provocados por doenças ou pragas.
      Mas também existe o lado comercial, pois parar de plantar um periodo muito longo é inviável. O que seria interessante, se sua área for grande ou média, dividir sua área e rotacionar com outras culturas e ter sempre quiabo. É uma idéia, não precisa fazer.

      Obrigada

      Resposta

  78. benjamim matsinhe
    abr 08, 2012 @ 06:14:04

    muito obrigado por disponibilizar os vossos servicos que sao util para adequerir informacoes sem mais a dizer muito obrigado.junto com a domingo santo vamos resocitar

    Resposta

  79. benjamim matsinhe
    abr 08, 2012 @ 06:07:29

    gostei das dicas, pois ajudaram me na minha formacao e como produzir a cultura de quiabo adequadamente no campo.tendo na na minha mente que estou na especialidade ligadas com plantas.I.A.B

    Resposta

  80. Maria Helena
    abr 04, 2012 @ 11:34:27

    Cara Alessandra;
    Sou Nutricionista e fiz uma horta escolar com as crianças, no meu local de trabalho. Consegui produzir quiabos (poucos claro), rúcula e coentro. Mas não consigo alface, de tipo algum. Já tentei várias sementes (crespa, francesa, lisa etc) mas, não tenho tido sucesso. O que será que está faltando no solo?
    Agradeço a orientação. Se possível, por e-mail. Grata mais uma vez. Parabéns pelo trabalho, muito útil. Maria Helena

    Resposta

  81. JOSE ALBERTO ALMEIDA GUIMARAES
    mar 21, 2012 @ 14:45:25

    FIQUE MUITO SATISFEITO EM PESQUISAR ESTA MATERIA SOBRE QUIABO, TENHO 10HA IRRIGADO E VOU PLANTAR QUIABA E MACHIXE OBRIGADO.

    Resposta

  82. tony
    mar 14, 2012 @ 18:26:33

    Gostei muito das infomações passadas, mas gostaria de obter mais informaç
    ões sobre podas de quibo. grato!

    Resposta

  83. WILKI RICHARD
    mar 06, 2012 @ 18:43:52

    SOU TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA. TRABALHO COM ASSENTADOS QUE PLANTAM A CULTURA DO QUIABO, GOSTARIA DE SABER QUAIS AS CULTURAS MAIS INDICADAS PARA FAZER ROTAÇÃO DE CULTURA (PARA ELIMINAR PRAGAS E DOENÇAS EXISTENTES NA LAVOURA). AS PRINCIPAIS SÃO COCHONILHAS E PULGÕES.
    OBRIGADO.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 14, 2012 @ 20:54:33

      Acredito que usar produtos quimicos seria muito ruim … então recomendo um artigo que eu escrevi… de controle natural … é fácil para eles … existem varios metodos diferentes de conntrole para diversas paragas … dá uma olhada lah …http://jornalagricola.wordpress.com/

      Obrigada

      Resposta

  84. Joao
    mar 02, 2012 @ 19:17:14

    Tenho uma pequena plantação de quiabos e ja estão diminuindo a produção dos frutos, quero fazer uma poda, qual é o procedimento?
    Att.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 03, 2012 @ 23:43:01

      Antes de uma poda, gostaria de saber quanto tempo existe sua produção.
      Porém uma resposta a sua pergunta:
      -o quiabeiro é uma planta anual, arbustiva, caule semilenhoso, ereta, com 1,80 a 3,00 metros de altura e pode emitir ramificações laterais. Na produção comercial, as brotações laterais são eliminadas, mas, se as mantiverem, também frutificam. Contudo, plantas muito ramificadas produzem frutos de menor tamanho e de menor qualidade. —> poda.
      – As primeiras colheitas ocorrem 60 a 75 dias da semeadura, em épocas mais quentes, e aos 85 a 100 dias, no período mais frio. O período da colheita pode prolongar-se por 3 a 8 meses, e depende de variedades, condições climáticas e tratos culturais adequados.
      – Trata-se de uma planta bastante tolerante à falta de água, mas, para uma boa produção, é importante a disponibilidade de água durante todo o ciclo da cultura.
      – Adubação.

      Obrigada

      Resposta

  85. kmchily13
    fev 29, 2012 @ 11:47:07

    estou pretendo plantar quiabo em barcelona agora no verao
    e necesito de orientaçao profissional ok..obrigado

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 03, 2012 @ 23:20:05

      Como eu posso ajuda o senhor?
      Obrigada
      Atenciosamente
      Alessandra

      Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      mar 14, 2012 @ 20:57:16

      Qual são suas necessidades no momento? O senhora já plantou? vai plantar? A solo é virgem? Como é o clima de Barcelona, pois no Brasil é assim : verão muito calor e chuva, outono ameno com pouca chuva, inverno frio e seco, e primavera ameno e algumas chuvas … O senhor poderia mandar suas dúvidas.

      Obrigada

      Resposta

  86. Pablo Fernando Santos Alves
    fev 23, 2012 @ 19:59:11

    Olá. Eu sou estudante do curso de agronomia, estou realizando minha monografia com a cultura do quiabeiro. Gostaria de saber mais a respeito das exigências hídricas da cultura, lâmina d’água, turno de rega…Pois são escassas a informações. E parabéns pelo blog.

    Resposta

  87. djalma da silva marchiori
    fev 16, 2012 @ 18:04:00

    gostaria de saber se posso plantar o quiabo em consorcio com outra hortaliças,por ex. dentro do plantio posso plantar abobora ou outras coisas me ajude,pois estou querendo plantar .

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 16, 2012 @ 20:14:28

      Olá..

      A eficiência de um sistema consorciado fundamenta-se principalmente na complementaridade entre as culturas envolvidas, sendo que esta complementaridade será tanto maior à medida que se consegue minimizar o(s) efeito(s) negativo(s) estabelecido(s) de uma espécie sobre a outra. Os sistemas de cultivos consorciados, sejam entre espécies de hortaliças, ou de hortaliças com outras espécies. Vantagens: mão-de-obra familiar e pequeno capital de investimento, cultivo orgânico, maior eficiência de utilização da área de cultivo, melhor uso dos recursos naturais, melhor uso dos recursos renováveis e não-renováveis, maior rentabilidade, e diminui perdas por erosão e diminui infestação por plantas daninhas.

      Sendo assim o consorcio é bem vindo, sendo que a planta consorciada não seja afetada pela outra planta. Por exemplo, as abóboras são plantas de clima quente, preferindo temperaturas de 20 a 27°C, e não resistem a temperaturas abaixo de 10°C, são rasteiras, adaptam-se a vários tipos de solos, e o quiabeiro é um arbusto de até 3,0 m de altura, conforme a variedade, de folhas grandes, lobadas e pilosas com até 30 cm de comprimento.

      Ambas podem fazer parte da consorciação sendo que vc pode variar o espaço, a variedade. Hoje existem consorcios com varias hortaliças, basta conhecer um pouco sobre as culturas escolhidas para o consorcio. Hoje, faz consorcio de alface + couve folha, alface +rabanete, cenoura+ alface, entre outras.

      Espero que tenha respondido.
      Obrigada

      Resposta

  88. Carlos Roberto
    fev 03, 2012 @ 18:07:21

    Não sei o nome certo, se é centopeia, lagarta de rosca ou piolho de cobra, só sei que atacou as raizes dos pes de quiabo. O que devo usar para extinguir esta praga

    Resposta

  89. Itamar Bezerra da Silva
    jan 23, 2012 @ 11:21:03

    Caro senhores estou com dúvida dessa questão, gostaria que tirassem minha dúvida desta questão.
    O resultado da análise química de fertilidade de um solo e as recomendações técnicas agronomicas necessárias para a implantação de 10.000 m2 de quiabo apontaram para a necessidade de se adubar este solo com 80kg/ha de P2 O5. A adubação adequada deste solo, utilizando superfosfato simples requer um consumo aproximado de :
    A resposta é 400kg. Mas queria o desenrolar do cálculo que não estou sabendo.
    Agradeço atenciosamente.

    Resposta

  90. Antonio Edison Pascon
    jan 22, 2012 @ 14:56:40

    Plantei cerca de vinte pés de quiabo em meu quintal, seguindo as orientações desta matéria e já está produzindo que é uma beleza. Obrigado aos profissionais do Jornal Agrícola.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jan 22, 2012 @ 19:16:32

      Muito obrigada por mandar esse comentário.
      É importante para mim saber que o blog ajuda.
      Fico muito feliz.
      Obrigada
      Alessandra

      Resposta

      • rosimeri
        jul 02, 2012 @ 16:45:34

        estou pensando em começar uma plantação de quiabo p/fins comercial
        ja tenho de mandioca salsa,mas achei o quiabo uma boa aternativa.
        Onde consigo mudas de boa qualidade?
        Qual a melhor eoca de plantio?
        e minha região e propicia?
        eu moro no suldeste de MG
        obrigada
        fic aguardando sua resposta

        Resposta

        • Alessandra C. Oliveira
          jul 04, 2012 @ 22:48:19

          Olá,

          É uma planta que somente pode ser cultivada em regiões quentes, a temperatura mínima de cultivo é de 15 ºC. Voce pode fazer sua propria muda, para proceder à semeadura, utilizar saquinhos ou copinhos de jornal com substrato feito de casca de arroz carbonizada, húmus de minhoca e casca de pínus tamanho pequeno, ou comprar substrato pronto (comercial) colocando 1 semente por copo ( você pode comprar as sementes ou vc mesmo fazer as suas, para semear deixar as sementes de molho em água por pelo menos 24 horas. O quiabeiro tem sementes com cascas muito duras com uma camada impermeável que dificulta a penetração da água para iniciar o processo de germinação). É mais interessante realizar a semeadura em local protegido para levar a campo quando atingirem o tamanho adequado. Solo e transplante em canteiro definitivo : A preparação do canteiro deve ser feita como igual para outras culturas (veja no blog como vc deve proceder – cultura quiabo).

          Obrigada por visitar o blog, e volte sempre que precisar.

          Resposta

  91. F.C
    out 30, 2011 @ 12:21:02

    Gostaria de saber se é aconselhável, como diminuição da incidência de doenças x maior produtividade, durante a colheita, eliminar as folhas que estiverem abaixo do fruto?
    Agradeço, desde já, pelas informações compartilhadas!
    Cordialmente, F.C.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      nov 08, 2011 @ 18:01:18

      Normalmennte para diminuir a incidência de doença elimina-se as folhas doentes ou atacadas por insetos, mas caso as folhas não estiverem doentes ou sem ataque de insetos, não há necessita da emilinação das folhas.
      Mas alguns produtores elimina algumas folhas para facilitar a colheita e também raliando as folhas, a planta mandaram mais nutrientes para os frutos.
      Caso não tenha respondido sua dúvida fique a vontade para perguntar novamente.
      Obrigada

      Resposta

  92. Robson R. Santos
    ago 05, 2011 @ 20:02:23

    Robson R. Santos
    Parabéns pelas recomendações simples e claras,achei o estava a procura
    sou técnico em agropecuária,obrigado

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 06, 2011 @ 09:27:43

      Obrigada …..
      E fique a vontade para sugerir ou até mesmo publicar no site algo prático para produtores …..

      Obrigada novamente
      Alessandra

      Resposta

  93. DEBORA SILVA..
    jul 16, 2011 @ 10:52:35

    adorei, estudo para ser tecnica agricola e aprendi bastante..

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      jul 16, 2011 @ 13:22:35

      Que que gostou ….
      O site está aqui também para você publique as suas materias também caso se interesse….
      Obrigada

      Resposta

  94. Fabiano Jaçanã RN.
    jul 13, 2011 @ 20:07:05

    Obrigado pela riqueza de informações, precisamos muito dessa ajuda, é por isso que o Brasil é o celeiro do mundo, valeu.

    Resposta

  95. Petrônio Alves Junior
    jul 03, 2011 @ 21:49:25

    Olá.. iniciante na cultura irrigada, um dado tem me deixado sem sono,,, quantos milimetros de agua por dia é necessario ao cultivo? Vejo muito comentario e sei da resistencia a falta porem a fragilidade ao excesso de agua no plantio…
    Fico muito grato por preciosa informação….

    Resposta

  96. gabriel
    mai 11, 2011 @ 18:18:21

    Este site é péssimo!

    Resposta

  97. aparecido lima
    mai 07, 2011 @ 11:58:33

    estou muito satisfeito consegui encontra boas matéria trabalho na parte de oleocultura

    Resposta

    • jornalagricola
      mai 16, 2011 @ 16:10:34

      Obrigada ….
      Que bom …
      Estou voltando para melhorar o site …..
      Bjussssss

      Resposta

      • Samuel
        jan 08, 2013 @ 15:22:50

        Olá;
        Gostaria de saber sobre a comercialização, formas de consumo e valor nutricêutico da cultura do quiabo.
        Desde já agradeço.
        Parabéns pelo blog, suas informações são de grande valia.
        Abraço!

        Resposta

        • Alessandra C. Oliveira
          jan 08, 2013 @ 20:09:40

          Olá
          A comercialização de quiabo é feita, geralmente utilizando-se frutos in natura. Vc deve colher eles verdinhos, e eles podem ser preparados como quiabo frito profundo e quiabo em conserva (são consumidos crus, cortados em fatias, nas saladas, temperadas com vinagre ou limão). Quiabo refrigerado pode ser armazenado por até uma semana.
          Ele é rico em vitamina A, C e B1 e possui ainda em sua composição minerais como o cálcio, fibras e proteínas. Por fornecer poucas calorias (100 gramas contém cerca de 30 kcal) o quiabo pode estar contido em dietas de restrições calóricas e com a vantagem de ser um alimento de fácil digestão. Sobre os valores nutricionais, achei melhor colocar alguns links que encontrei as informações:

          http://emedix.uol.com.br/dia/ali006_1f_quiabo.php

          http://www.tabelanutricional.com.br/quiabo-cru

          Encontrei alguns os dados sobre valores de gastos e ganhos com a cultura, vou colocar o link para vc: http://www.agricultura.mg.gov.br/noticias/925

          Espero que tenha ajudado … volte sempre que precisar
          Obrigada

          Resposta

  98. maria cuba
    mai 03, 2011 @ 16:39:25

    Gostei muito das informações., principalmente as podas, é o que procurava. Obrigada.

    Resposta

  99. jose geraldo gontijo
    abr 25, 2011 @ 15:41:24

    Boa tarde, eu gostaria de saber como posso produzir quiabo agora no periodo de seca e temperatura baixa, porque não conseguimos produzir nessa epoca.
    moramos na regiao sudeste do brasil, centroeste de minas gerais.

    um abraço,

    jose geraldo

    Resposta

  100. edna
    abr 03, 2011 @ 18:47:13

    oi gostaria de saber quais os defensivos, fungicidas e herbicidas mais utilizados nas hortalicas, nomes comerciais e principio ativo a nivel de doencas, pragas e fungos….

    Resposta

  101. francisco da silva ferreira
    mar 26, 2011 @ 18:43:08

    no de plantar o quiabo em consocio com a melancia como devo fazer,qual o espaçamento de um ao outro. ficarei muito grato com a resposta

    Resposta

  102. André Luiz
    mar 23, 2011 @ 08:48:33

    O trabalho texto foi elaborado com sucesso, muito interessante, gostaria de ler sobre outras culturas.
    Muito Bom!

    Resposta

  103. DAVID SANTOS
    mar 06, 2011 @ 12:38:47

    Olá pessoal bom dia ou,
    sou de indaiatuba , tenho um terreno com 2,000m,quero plantar quiabo pois gosto, e de repente posso até vender, vcs podem me ajudar nessa tarefa?
    muito obrigado pelo belo trabalho.

    Resposta

  104. Elza Costa
    fev 09, 2011 @ 21:37:23

    temos um terreno clima frio a noite , cutivamos o quiabo mas, temos dificldades para fazermos mudas por conta do frio, mesmo sendo quente diariamente. Agradeço pelas informações encotada, ajudou bastante.

    Resposta

  105. Rogério
    jan 19, 2011 @ 19:45:29

    Estou querendo saber como plantar quiabo no período de maior frio e ter boa produtividade.
    Sou neófito na arte de hortifrutis, e, pretendo plantar quiabo no período que ele atinge maior valor no mercado.

    Resposta

  106. walmir
    jan 10, 2011 @ 07:50:42

    achei muito interesante por saber que o quiabo pode ser podado,também possa ser plantado em mudas,nao apenas as sementes nas covas.obrigado por essa orientação.

    Resposta

  107. Adilson do carmo
    jan 06, 2011 @ 15:11:15

    Ola, quero agradecer pelas informaçoes visto que iniciei um projeto agricola aqui em portugal que estende a esta cultura, pretendo na medida da resposta da mesma cultiva.lo em estufas, quero lhe perguntar a temperatura exata para proceder a quebra da dormencia da semente, sendo possivel agradesço desde ja…

    Resposta

  108. itamar machado
    dez 30, 2010 @ 21:40:45

    gostei muito das informações sobre a cultura do quiabo. pretendo plantar um pouco com plantadeira comum, utilizando discos para sorgo e espaçamento de .90 m e 6 sementes em linha. informarei a voces do resultado.

    Resposta

  109. Daniel Oliveira
    dez 29, 2010 @ 14:02:27

    Gostaria de receber noticias sobre,herbicidas na cultura do quiabo,tenho uma pequena plantaçao,de 2 hectares eo mato naõ da tregoa

    Resposta

  110. Everissimo monteiro lima
    out 10, 2010 @ 15:06:46

    qual a profundidade recomendada para a semeadura

    Resposta

  111. GERALDO CHAVES
    out 08, 2010 @ 13:51:07

    MUITO LEGAL, FIQUEI MUITO FELIZ COM SUA AJUDA.
    COM CERTEZA VOU COLHER MAIS QUIABOS.

    Resposta

  112. Marcone fernandes
    set 22, 2010 @ 22:21:00

    Que tipo de orientação devo procurar para o cultivo de quiabo? quais são os principai cuidados?

    Resposta

  113. alexandre schafer
    set 02, 2010 @ 22:56:05

    que tipo de herbicida devo aplicar no quiabo

    Resposta

  114. maura lidia
    ago 30, 2010 @ 15:44:26

    gostei das dicas p/ o plantio de quiabos quero entender melhor sobre essa rotação com melancia e batata.

    Resposta

  115. antonio
    ago 13, 2010 @ 20:45:11

    obrigado(a) pela imformaçao, não estava fazendo o plantio dentro dos padrões.

    Resposta

  116. LUCIO TORRES DOS SANTOS
    jul 27, 2010 @ 18:57:42

    OLA MUITO OBRIGADO PELAS DICAS

    Resposta

  117. Antonio luis Costa
    jul 03, 2010 @ 18:42:20

    Obrigado pela informação.Grande abraço.Antonio .Sete Baaras.SP

    Resposta

  118. mauricio resnitzky
    abr 27, 2010 @ 18:07:37

    gostaria de saber se no caso da semente híbrida da SEMINIS, os tratamentos continuam a ser os mesmos ou se sofrem alguma diferença, e qual seria esta?

    Resposta

  119. ronaldo alves da silva
    abr 05, 2010 @ 16:45:12

    Vou começar um plantio de quiabo e gostaria de saber como posso irriga-lo

    Resposta

  120. josie nunes
    mar 24, 2010 @ 20:35:35

    obrigada, muito util…

    Resposta

  121. Henerzito Morais
    mar 13, 2010 @ 19:48:10

    Caros Senhores, apreciei a publicação, estou pensando cultivar quiabo aqui no Vale do Ribeira SP.
    há algum critério ao selecionar os frutos para semente? ou o ideal é mesmo comprar as sementes?

    Muito obrigado

    Resposta

  122. Jovem
    mar 04, 2010 @ 16:58:24

    Vocês poderiam também fazer recomendações a base de produtos alternativos orgânicos para o controle de pragas e doenças, bem como informar as caracteristicas de cada uma dessas doenças com fotos ou imagem.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      ago 13, 2011 @ 12:30:05

      Meu próximo passa será mostrar as doenças e as pragas com suas respectivas fotos, muito obrigada.
      Aos pouco vou atendendo todos ….
      Agradeço pela sugestão.
      Atenciosamente
      Alessandra

      Resposta

  123. RONEY FRANCISCO GAMA
    mar 01, 2010 @ 15:09:27

    Mnha duvida e de quantos ml de herbicida vou usar em 20 litros de aqua.

    Resposta

  124. RONEY FRANCISCO GAMA
    mar 01, 2010 @ 15:07:14

    MINHA DUVIDA E DE QUANTOS ML VOU USAR DESTES HERBICIDAS EM 20 LT DE AQUA.

    Resposta

  125. edvaldo aparecido dos santos
    fev 11, 2010 @ 16:59:49

    gotei dos comentarios e gotariade receber noticia sobre o assunto

    Resposta

  126. Edvailson
    dez 24, 2009 @ 18:05:42

    por favor sera que pode me dizer, quantos quilos vai em uma caixa de quiabo?

    desde ja obrigado…

    Resposta

  127. dailton freitas barnabé
    dez 14, 2009 @ 17:33:20

    estou planejando fazer um plantio de quiabo, qual a melhor marca para ser comercializado no mercado, queria mais explicação sobre o assunto.

    Resposta

  128. Guibson
    dez 10, 2009 @ 19:00:48

    Realmente perfeito. Consegui tudo que precisava!!!

    Resposta

  129. erica
    nov 29, 2009 @ 21:00:07

    PARABENS

    Resposta

  130. erica
    nov 29, 2009 @ 20:59:36

    O site ficou muito fraco o agriculto everia ter mais informaçoes em relacoes aos tratos culturais da cultura do quiabo. mais as informacoes passadas foram bem passada!!!

    Resposta

  131. denilson
    set 19, 2009 @ 01:37:49

    gostaria de receber mais orientaçoes sobre quiabo e jilo. espero que m ajudem.

    Resposta

  132. Iraci
    ago 11, 2009 @ 16:01:47

    Queria saber com qual cultura eu posso plantar o quiabo??

    Resposta

  133. humberto
    ago 08, 2009 @ 19:54:45

    na agri. organica voce tem altenativas de defencivos?

    Resposta

  134. carlos cardoso
    ago 02, 2009 @ 19:15:04

    gostei muito das recomedacoes parabem.

    Resposta

  135. Carival Gomes de Freitas
    jul 29, 2009 @ 21:07:13

    Estou com projeto de plantio de 1,5ha em desenvolvimento e foi providencial as informações desta página.
    As citações são bastante claras.
    Muito obrigado.

    Professor carival Gomes de Freitas

    Resposta

  136. david santos
    jun 29, 2009 @ 10:33:43

    o comentario que deixo a voces e que estão de parabens pelas as informações a respeito do quiabo eo seu cultivo e manuseio.

    obrigado

    Resposta

  137. david santos
    jun 29, 2009 @ 10:28:23

    gostei muito do site as dicas foram otimas pretendo plantar em uma area que possuo (pequena

    obrigado

    Resposta

  138. vanderlei alves de almeida
    jun 27, 2009 @ 22:21:11

    eu acho que esta ajuda sera de bom aproveito. obrigado.

    Resposta

  139. valdeci
    jun 06, 2009 @ 15:19:48

    gostei das dicas mas faltou sobre o preparo de solo e se o adubo e o esterco são aplicados na cova ou no terreno todo

    Resposta

  140. jardel
    mai 28, 2009 @ 08:15:40

    eu achei e mais essa pagima na internet!!!!

    Resposta

  141. jorge ismael botas
    mai 20, 2009 @ 09:01:55

    estou a fazer nivel superior curso de ciencias agrarias, pretendo conhecer certas plantas: sistematica.

    Resposta

  142. DEIVISON DE PAIVA BARBOSA
    abr 23, 2009 @ 21:26:52

    AJUDU ME MUITO ESSE TRABALHO

    Resposta

  143. Genaro Oliveira Machado
    mar 10, 2009 @ 09:34:58

    Está orientado acima que não se deve aplicar agrotoxicos dez dias antes da comercialização. Como entender se o quiabo na fase de produção é praticada a colheita quase que diariamente? não seria mais prático orientar a aplicação de agrotóxicos naturais quando houver a real necessidade?

    Resposta

  144. celso mollon
    mar 06, 2009 @ 22:25:26

    porque colocar 05 sementes por cova se no raleamento / desbaste fica só uma planta?

    Como se comporta a planta em lugar umido não encharcado?

    grato – Celso

    Resposta

  145. marcos arruda
    fev 23, 2009 @ 13:40:47

    plantei cinco hectares de quiabo junto mais quatro,famílias de agricultores e li uma reportagem na internet de um grupo agricultores em são paulo que dobrou sua produção de 600 para 1200 caixas por ha. adulbando com fosforo, irrigando, e fazendo poda da haste. quero fazer a mesma coisa em nossa lavoura e quero saber por onde comessar,quando fazer a poda, qual o melhor tipo de irrigação, onde comprar e se exite algum curso para melhorar a qualidade do nosso produto. vale lembrar que a propriedade fica no município de Tanguá-RJ.

    Resposta

  146. RAQUEL AMORIM
    fev 13, 2009 @ 14:39:52

    GOSTEI MUITO DAS DICAS,SAO PRÁTICAS E EFICIENTES.

    Resposta

  147. Andrigo Maciel de Figueiredo
    fev 09, 2009 @ 07:49:41

    Bom dia

    Gostaria de saber se vocês tem mais material sobre “Quiabo e Giló”, pois estou fazendo uma pesquisa sobre estes vegetais.

    Att; Andrigo Maciel de Figueiredo.

    Resposta

  148. Augusto Kamino
    fev 08, 2009 @ 21:06:19

    poda-se logo que acaba a produção de frutos ou ainda produzindo?

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:31:00

      Explicações de podas e finalidades (mas as vezes não há necessidade, por isso deve ter um olhar clinico e analisar a planta e ver sua necessidade real):

      PODA DE LIMPEZA: Logo após o término do período de colheita, deve-se fazer a poda de limpeza, eliminando-se ramos secos, quebrados e doentes das plantas.
      PODA DE FRUTIFICAÇÃO: A poda de frutificação é iniciada após a copa da planta encontrar-se formada. Tem por fim regularizar e melhorar a frutificação, quer refreando o excesso de vegetação da planta, quer pelo contrário, reduzindo os ramos frutíferos, para que haja maior intensidade de vegetação, evitando-se, dessa maneira, a superprodução da planta, que abaixa a qualidade da fruta e acarreta a decadência rápida das árvores. Desse modo, a poda de frutificação é a controladora da produção, uniformizando-a, regularizando-a, dando-lhe mais qualidade e mais consistência.
      PODA DE REJUVENESCIMENTO, REGENERAÇÃO E TRATAMENTO: Tem por fim livrar as plantas frutíferas dos seus ramos doentes, praguejados, improdutivos e decrépitos ou, se mais energicamente executada, reformar inteiramente a copa, renovando-a a partir das ramificações principais, eliminando focos de doenças e de pragas, reconstituindo a ramagem já estéril, reativando assim a produtividade perdida.

      olbrigada :)

      Resposta

  149. Augusto Kamino
    fev 08, 2009 @ 21:03:07

    “Após 3 meses poda-se a 20 cm do chão.”????

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:19:06

      Após o período de colheita a poda, a 20 cm do chão, permite nova brotação e uma outra safra. Mas fazer a poda requer um olhar clinico. Por exemplo: se os pés forem velhos, baixa produção, doenças e pragas. As vezes, o melhor é um novo plantio, com novas mudas.
      Obrigada :)

      Resposta

  150. Len Hizumi
    dez 08, 2008 @ 16:02:34

    É gratificante pesquisar nesse site pois é de grande importância para as pessoas que trabalham nesta área eu como futuro tecnico agricola gostei muito … que DEUS continui abençoando a todos !!

    Resposta

  151. gustavo
    nov 12, 2008 @ 13:34:45

    muito bom é o trabalho que esta sendo realizado por vcs é de grande admiração a forma de expressão do conteudo

    Resposta

  152. RICARDO SILVA MARTINS
    out 29, 2008 @ 18:27:48

    GOSTEI MUITO ESTOU NO SEGUNDO ANO DO CURSO TECNICO EM AGROPECUARIA E ACHEI O QUE ESTAVA PROCURANDO NESSA PAGINA

    Resposta

  153. Ronay luna
    ago 18, 2008 @ 20:18:36

    essa pagina ficou muito boa
    peço que de mais dicas pra nossa região norte de minas gerais_MG JANUARIA MG

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:11:45

      O blog fala um pouco de cada coisa, mas o enfoque é mais sobre as culturas e técinas de plantio em geral.
      Mas farei o possível para levar mais informações.

      Obrigada :)

      Resposta

  154. Gustavo
    jul 31, 2008 @ 13:49:52

    Os artigos são bons admiro bastante seu trabalho,e pretendo passar a cultivar esta cultura no meu sítio.obs

    Resposta

  155. Túlio Pereira dos Santos
    jul 31, 2008 @ 13:27:03

    Ola EDMS
    eu gostaria de saber, qual é o periodo ideal pra passa as mudas para as covas?
    muito obrigado!

    Resposta

    • ismaylon
      set 28, 2011 @ 08:38:04

      Devera proceder o transplantio quando as mesmas estiverem com 4 a 6 pares de folhas,este caso seje plantado em bandejas para fazer o transplante.

      Resposta

  156. Nilson Carlos da Silva
    jun 23, 2008 @ 07:13:04

    Muito boa esta materia sobre quiabo aprendir coisas que vou aplicar na minha lavoura dendo mais infor mação por favor manda para nós aqui do interior precizamos muito de como cultiva ortalice
    anteciozamente
    NILSON

    Resposta

  157. weslei lopes de oliveira
    jun 22, 2008 @ 12:51:30

    sou formado em tecnico em agropecuaria e gostaria de saber mais sobre as culturas e suas deficiencias.

    Resposta

    • Alessandra C. Oliveira
      fev 23, 2013 @ 15:13:33

      Vou montar um post sobre deficiencia de nutrientes, e as formas de indentificação em campo em geral para as culturas. :)

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 514 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: